Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/10/2005 15:18

Iagro: só um veterinário para cada grupo de 240 mil bois

Campo Grande News

A Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Vegetal e Animal) possui 200 médicos veterinários para cuidar de 24 milhões de cabeças de gado em Mato Grosso do Sul.

Se o número pode parecer insuficiente, na prática a realidade é ainda mais complicada porque metade do efetivo da agência está envolvida com funções administrativas ou com a inspeção em frigoríficos. Isso significa que cada médico veterinário é responsável por fiscalizar 240 mil bovinos.

A informação é do presidente do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária), Roberto Rachid Bacha. “O que mais falta para combater a aftosa é uma maior fiscalização”, disse.

“O maior culpado por casos de aftosa não é o produtor, mas os governos estadual e federal que não liberam dinheiro e nem dão estrutura para o combate a aftosa”, disse o médico veterinário. Segundo Bacha, a precariedade da fiscalização favorece fraudes na vacinação.

O presidente do CRMV condenou a intenção da Iagro de ‘afrouxar’ a fiscalização a partir do próximo ano. “Eles queriam parar de exigir a devolução do frasco da vacina. O CRMV foi contra. E a secretaria de Produção chegou a anunciar, juntamente com a Iagro, que pararia a vacinação de fevereiro. Isso é muito perigoso”, disse.

A vacinação contra a febre aftosa acontece em três etapas, em fevereiro (para animais de zero a 12 meses de idade), em maio (de 12 a 24 meses de idade) e em novembro (todo o rebanho). Cada animal deve ser vacinado duas vezes por ano contra a aftosa.

Outro lado - Segundo a assessoria de imprensa da Iagro, não existe a possibilidade de que o gado contaminado encontrado na fazenda Vezozzo, em Eldorado - cidade distante 435 quilômetros da Capital – não tenha sido vacinado. Segundo ela, a vacinação de todo o gado da cidade foi acompanhada por veterinários da agência. Além disso, os animais, que foram sacrificados, tinham marca de vacinação.

A Iagro também não acredita que as vacinas tenham sido mal armazenadas, o que afetaria a eficiência da medicação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)