Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/04/2006 17:51

Iagro admite: vacinação não impede avanço da aftosa

Fernanda Mathias e Humberto Marques/Campo Grande News

O diretor-presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), João Cavalléro, admitiu em entrevista coletiva, esta tarde, que a vacinação não está impedindo o avanço da febre aftosa em Mato Grosso do Sul e disse que não é a saída para combater a doença. Mais uma vez reforçou importância de envolvimento dos países vizinhos, uma vez que todos os últimos focos constatados no Estado ocorreram na região de fronteira com o Paraguai.

No mesmo sentido o secretário de Produção, Wilson Gonçalves, disse que o assunto merece ser internacionalizado e que amanhã pretende entrar em contato com o governo paraguaio. “O Estado sozinho não vence a guerra”, disse. Cavalléro mais uma vez tomou como exemplo os EUA que combateram a aftosa no México e Canadá. Destacou que desde 1969 existe acordo entre Paraguai, mas ações efetivas não foram viabilizadas.

Sobre o surgimento do foco, Cavalléro, disse que quer evitar alarde e que o surgimento de novo foco em Japorã está dentro do que era esperado. Na opinião do diretor da Iagro, o Estado ainda tem condições de ter seu status sanitário novamente analisado pela OIE (Organização Internacional de Saúde Animal) na reunião de setembro.

A propriedade onde foi registrado o foco possui 137 bovinos, sendo 3 com idade abaixo de 4 meses, 10 com idade entre 5 e 12 meses, 25 com idade entre 13 e 24 meses e 99 com idade acima de 24 meses. Em 22 animais o vírus foi confirmado por exame, mas todos serão sacrificados.

Gonçalves ressaltou que o governo pretende incentivar culturas como cana-de-açúcar, erva mate e eucalipto na região de fronteira para incentivar a substituição da pecuária pela agricultura na fronteira e prevenir a entrada do vírus causador da febre aftosa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)