Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/11/2010 11:16

Homem que fez reféns em SP matou no trânsito em MS

Campo Grande News/ Marta Ferreira

O ex-guarda civil metropolitano de São Paulo Evandro Félix de Oliveira, de 46 anos, que fez a família refém durante 7 horas entre ontem à noite e a madrugada de hoje, na capital paulista, responde em Mato Grosso do Sul por um homicídio no trânsito. Em 2008, ele atropelou a moto em que estava uma filha dele e uma amiga dela, Michele Verão e Souza, que morreu.

Michele pilotava o veículo.O acidente foi no dia 30 de junho de 2008, no jardim Leblon, em Campo Grande. O processo contra Evandro corre na segunda Vara Criminal. A última movimentação, em maio deste ano, é a confirmação da distribuição em São Paulo de um carta precatória solicitando a realização de interrogatório do acusado no processo por crime de trânsito.

No dia do acidente, Evandro estaria bêbado quando atingiu a moto. Logo após o acidente, teria se mudado para São Paulo.

Ontem à noite, em um suposto ataque de ciúmes, ele fez a família refém, na casa onde moram, no Bairro São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo. Evandro estava armado com um revólver e só se entregou às 3h de hoje.

Ciumento - Segundo as informações divulgadas pelo jornal Estado de S.Paulo, ele buscou a mulher à força no trabalho na noite de quinta-feira, 4, e ao chegar em casa a discussão continuou, segundo vizinhos. Com revólver calibre 38 de numeração raspada, ele fez reféns a mãe idosa, a irmã, o filho de 3 anos, a filha de 8 e a esposa, com a qual seria casado há 8 anos. Uma das vítimas conseguiu acionar o 190.

Para impedir a entrada dos policiais, Oliveira atirou duas vezes em direção à rua. Durante a negociação com o Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais, liberou gradativamente a mãe, a irmã, o filho e a esposa, mas manteve refém a filha, a quem seria muito apegado.

Só às 3h aceitou liberar a filha e se entregar. Os reféns saíram ilesos. Oliveira foi levado ao pronto-socorro Tilde Setúbal para exames e encaminhado ao 22º Distrito Policial, de São Miguel Paulista.

Os vizinhos dizeram que o comportamento dele normalmente é violento e relembraram o processo que corre em Mato Grosso do Sul. Ele foi preso na época, mas logo depois foi liberado. Evandro estava afastado da corporação há 3 anos.

Diferente de outros casos do tipo, onde os réus podem ser levados a júri popular, processados por homicídio doloso, Evandro é alvo de processo por crimes de trânsito e não pode ser levado a júri.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)