Cassilândia, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

Últimas Notícias

24/10/2019 11:20

Homem é preso suspeito de vender falsos planos de saúde

Polícia Civil de Goiás

Um homem de 26 anos foi preso suspeito de vender planos de saúde falsos, em Goiânia. MLSJ cobrava até R$ 1 mil pelo serviço que nunca existiu. Uma das vítimas, Jovenil Ramos, 53, acabou caindo no golpe e morreu a espera de uma consulta para tratar problemas cardíacos. A polícia apura se a atitude de jovem foi responsável direta pelo óbito.

O acusado foi preso na última quinta-feira (17), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. Ele também é suspeito ofertar falsas vagas em cargos públicos, prometendo um salário de R$ 4 mil e pelas quais cobrava valores de até R$ 1 mil, supostamente para pagar um curso de gestão em segurança pública, suposto requisito para o cargo.

“Ele confessou o crime, mas ele tenta, de alguma forma justificar a prática disso. Ele alega que não vendia o plano. Ele diz que pedia essa contribuição para tentar usar de uma suposta influência política que tinha em hospitais e redes de saúde”, conta o delegado Cássio Arantes do Nascimento, da Delegacia de Investigações Criminais (Deic), responsável pelo caso.

As investigações começaram logo após a família de Jovenil registrar na polícia uma ocorrência contra o suspeito. Durante a investigação, os policiais descobriram que ele tinha outras dez passagens por estelionato, pela venda de falsos cargos públicos. De acordo com as investigações, ele se dizia correligionário de um partido político e tinha disponíveis 43 vagas com salários de R$ 4 mil cada. No entanto, assim como o plano de saúde, tais vagas de emprego nunca existiram.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 21 de Novembro de 2019
08:20
Cassilândia
06:45
Cassilândia
Quarta, 20 de Novembro de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
06:04
Cassilândia/Barretos
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)