Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/05/2013 10:56

Homem conta como realmente aconteceu o assassinato de sua esposa em 2004

Bruna Girotto

Aparecido Noel Duran Silveira entrou em contato com o site Cassilândia News e disse que uma matéria publicada em 2004 omitia informações relevantes sobre o assassinato de sua esposa que aconteceu em Três Lagoas (MS).

Abaixo, seguem os fatos narrados, via e-mail, por Aparecido Noel Duran sobre o dia em que sua esposa foi assassinada no bar da família:

"No dia 02/05/2004, por volta das 20:00 chegou em nosso bar denominado PÓ D' MICO, 3 elementos nunca visto antes por nós, os 3 chegaram, perguntaram qual a cerveja mais barata e pediu para que fosse servida, no decorrer do tempo que estiveram no bar pediram outras cervejas e porções, durante esse tempo também ficaram com provocações verbais contra minha pessoa(brincadeiras de mau gosto), pois era a primeira vez deles ali no bar; Quando resolveram irem embora, um dos elementos acertou a conta com minha esposa, assim que pegou o troco o elemento se dirigiu até onde eu estava,pois estava ao lado de uma churrasqueira, ele se aproximou e me disse: "você vai me desculpar, né cara", respondi que não havia nada para desculpar, mais uma vez ele disse: " mais você vai me desculpar"? respondi outra vez, não tem nada para ser desculpado, quando um segundo elemento se aproximou puxou o amigo pela cintura e disse: "você não tem que pedir desculpa pra filha da puta nenhum, manda esse cara ir se fuder, e vamos embora, então questionei o que estava acontecendo, pois não estava entendendo nada, esse elemento então chegou mais perto de mim e me disse: "você é um cara folgado, filho da puta, cormo e tem mais que se fuder" e saiu, fui atras dele e perguntei mais uma vez o que estava acontecendo, o porque daquilo tudo, ele se virou e ai gesticulando com as mãos com a voz mais alterada repetiu tudo de novo e ergueu a mão para dar um tapa em meu rosto, então reagi, abaixando a mão dele e desferi um tapa nele, quando de imediato ele virou se e levou a mão na cintura do companheiro dele, pois quem estava com a arma era aquele primeiro que veio pedir "as desculpas", quando percebi que ele estava sacando uma arma virei me e disse à minha esposa (pois ela estava atras de mim), "corre, corre que ele esta armado", disse a mesma coisa ao meu casal de filhos, pois estavam ali também; Minha esposa saiu correndo como se fosse dar a volta no barzinho e correr para a beira da lagoa, eu corri em direção a minha casa, pois minha casa e o bar eram no mesmo terreno. Dai então Bruna,fica tudo muito estranho, pois aquele elemento não desferiu nenhum tiro ou se quer correu atras de mim, ele foi atras de minha esposa, que ao contrario do que pensei ela não correu para a lagoa,ela rodeou e entrou no bar, o elemento passou pela primeira janela e na segunda janela desferiu o primeiro disparo que atingiu a parede, o segundo disparo foi o que atingiu minha esposa, dai então ele pulou a janela, desferiu chutes em minha esposa já caída acabou de descarregar o revolver com tiros dentro do bar, efetuou tiros no freezer, na caixa de som e na parede; Estavam de bicicletas, saíram correndo e gritando "conseguimos". Dai pra frente foi o socorro a minha esposa.

Então essa historia que ela pulou na minha frente para me salvar é LENDA, falas que foram jogadas ao vento por pessoas que não imaginam o sofrimento dos meus filhos, na época eles tinha 10 e 8 anos de idade e sofrem até hoje, ai pelos caminhos da vida minha filha tem acesso a essa reportagem, tente imaginar o que passa na mente dela.

Tudo que relatei esta no inquérito; Em caso de alguma duvida entre em contato, se preferir pode até fazer uma entrevista. Antes que você pergunte, não, ainda não pegaram os assassinos.

Por gentileza faça a correção dos nomes
Ela: Vandenir dos Santos.
Eu: Aparecido Noel Duran Silveira.

* Obs.: O nome PÓ D' MICO, vem relacionado à Lagoa Maior".

Obrigado ao jornal CASSILÂNDIA NOTICIAS, através de sua responsável Bruna Girotto, que, de imediato atendeu à minha solicitação de esclarecimentos.
 
Aparecido Duran em 06/05/2013 11:49:42
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)