Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/03/2014 07:47

Hipocondríacos digitais sempre acham um defeito que não existe no computador

Campo Grande News

De um lado, os que sofrem de hipocondria digital. Do outro, técnicos em informática que tentam 'decifrar' qual seria o “grande” problema relatado pelos donos. Nas assistências técnicas de Campo Grande, entre clientes com panes reais, há os que dramatizam dizendo que o computador ou o notebook não liga, nem acessa a internet e que pifou. Quando na verdade, a causa de tudo está no manuseio.

Com 25 anos trabalhando no ramo de informática, Geraldo Garutti, de 58 anos, coleciona boas histórias. Claro que diante das dificuldades dos clientes, ele mantém a postura e tenta explicar que na verdade o problema não vem da máquina em si e que foi provocado por quem estava do outro lado da tela.

“Já tiveram muitas situações de clientes que visitam sites de pornografia e pegam pragas que ficam abrindo sites sem parar. Daí ele fica em desespero, liga e fala vem me acudir antes que o fulano chegue”, conta.

Neste episódio, o cliente nem sempre assumi o que acessou e claro, coloca a culpa na máquina. O que desperta risos dos técnicos. “Cerca de 80, 90% dos problemas não vem do sistema operacional. São casos de vírus, de pragas na internet. Acontece muito com máquinas na garantia, daí eles chegam bravos, xingando, dizendo que não comprou essa porcaria e quando a gente olha foi ele mesmo quem fez”, relata.

O 'campeão' de reclamações por parte dos usuários são causados pelos cabos desconectados. “São 'n' atendimentos dizendo que o computador simplesmente não liga. Geralmente a gente faz uma prévia, pergunta está na tomada? Os cabos estão conectados? Às vezes a pessoa não tem nem o capricho de ver e fala que está, quando você chega, estava fora da tomada”, descreve Geraldo.

A administradora de uma loja de informática, Maria Lúcia dos Santos, de 44 anos, explica que as ligações que recebe são quase sempre quanto ao acesso a internet. Reincidente, a rede quase nunca está conectada. Por telefone, a experiência fala mais alto e os técnicos sabem disso de cor. Só o cliente mesmo que parece estar desatento.

“Normalmente, esquecem que desconectaram o moldem e depois falam que a internet não entra. A gente fala, dá uma olhadinha, já ligou no seu provedor? Dá uma ligadinha na operadora. Aí a pessoa fala que está fora do ar e quer que funcione, mesmo que a rede não esteja disponível”, afirma.

Para ela, essa hipocondria digital está relacionada à dependência da tecnologia. “Antes as pessoas andavam sem celular ou internet, hoje ninguém consegue mais. Quando a pessoa está muito desesperada, a gente fala traz aqui e olhamos na hora”, conta.

Com pouco mais de 6 anos na ativa, o técnico em informática, Samuel Fernando da Silva Junior, de 21 anos, também tem relatos de quando precisa acrescentar algum serviço àquela visita que poderia ter sido resolvida por telefone.

Segundo ele, tem cliente que só quer resolver o problema pessoalmente. “Geralmente quando o problema é muito simples, a gente tenta verificar com o cliente se não tem outro tipo de problema no computador”, insiste.

Como a visita é cobrada por hora e para atender aquele hipocondríaco, o técnico pode ter deixado de ver outra casa, é bom fazer valer a visita.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)