Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/03/2004 06:44

Hepatite: TJ/MS determina que estado forneça medicamento

TJ/MS

A 1ª Seção Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, na sessão realizada nesta segunda-feira (1º de março de 2004), por unanimidade de votos, concedeu os pedidos contidos nos Mandados de Segurança impetrados por D. A. L. e V.A. B., determinando que o Estado de Mato Grosso do Sul forneça os medicamentos necessários aos seus tratamentos de saúde.
Os impetrantes pleitearam o recebimento gratuito do medicamento Interferol Peguilado Alfa 2-A ou Alfa 2-B, destinados ao tratamento de hepatite tipo C, de que são portadores, alegando para tanto que é necessária tal medicação mais avançada em substituição ao medicamento convencional para evitar o agravamento da doença, porém não reúnem condições financeiras para adquiri-los, tendo sido negado seu fornecimento pelo Secretário de Saúde do Estado.
O Estado argumentou que o medicamento Interferol Peguilado possui perfil farmacológico semelhante ao Interferol convencional, que se usado associado com a medicação denominada Rebavirina traria os mesmos benefícios aos pacientes, devendo ser considerado ainda que enquanto a ampola do medicamento convencional custa aproximadamente R$ 10,00 (dez reais), a do medicamento requerido custa cerca de R$ 1.000,00 (mil reais).
Ressaltou que não negou o fornecimento e sim contesta a necessidade de sua prescrição por parte dos médicos, visto que ainda não está comprovada maior eficácia da mencionada medicação em relação à usualmente fornecida.
Os relatores dos processos, Desembargadores João Batista da Costa Marques e Josué de Oliveira, entenderam que o procedimento de uso dos medicamentos requeridos no tratamento da hepatite tipo C crônica estão contidos e regulamentados em portarias expedidas pelo Ministério da Saúde, e que o estado clínico dos impetrantes se enquadram nas exigências constantes das referidas portarias, conforme comprovado pelos laudos médicos que prescreveram a medicação.
Acrescentaram que a Constituição Federal traz em seu texto determinação expressa no sentido de que a saúde é um direito de todos e um dever do Estado, que está incumbido de adotar medidas necessárias para o seu cumprimento, fundamentos pelos quais mantiveram as liminares anteriormente concedidas, determinando que o Estado, por meio da Casa da Saúde, forneça o medicamento prescrito aos pacientes pelo tempo total do tratamento.
Os demais desembargadores que compõem o órgão julgador acompanharam inteiramente os votos dos relatores.

RECURSO – Caso o Estado tenha interesse de recorrer dessa decisão, é cabível o recurso ordinário para o Superior Tribunal de Justiça-STJ em Brasília.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)