Cassilândia, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Últimas Notícias

04/08/2007 15:41

Grupos gays querem processar juiz do caso Richarlyson

Redação 24HorasNews

As organizações de homossexuais consultadas pela reportagem mostraram-se chocadas com o conteúdo da sentença do juiz Manoel Maximiano Junqueira Filho em relação ao caso Richarlyson.

A Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual (Cads), órgão ligado à Prefeitura de São Paulo, pretende denunciar o juiz à Secretaria de Justiça e Defesa de Cidadania do Estado São Paulo.

Para isso, usará como base a lei estadual 10.948, que pune manifestação discriminatória contra cidadão homossexual.

"O juiz afrontou a dignidade dos homossexuais. O que está escrito nesta sentença constitui um retrocesso do poder judiciário", comentou Dimitri Sales, assessor jurídico do Cads.

O Grupo Gay da Bahia também pretende tomar providências jurídicas.

A entidade é citada no despacho do juiz: "O que não se pode entender é que a Associação de Gays da Bahia (...) teime em projetar para o gramado atletas homossexuais".

"Não há nenhuma incompatibilidade do esporte com a homossexualidade. A sentença estimula a segregação", disse Marcelo Cerqueira, presidente da associação baiana.

Nelson Matias, da Associação da Parada do Orgulho GLBT, lamentou a atitude do juiz. "Ele poderia até ter negado a queixa, mas escreveu um monte de bobagem."

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 29 de Março de 2017
Terça, 28 de Março de 2017
21:41
Loteria
06:10
Loterias
Segunda, 27 de Março de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)