Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/03/2004 15:05

Greve na polícia federal tem 70% de adesão

Agência Brasil

A greve geral da Polícia Federal entrou em seu terceiro dia contabilizando 70% de adesão da categoria em todo o país. Esse percentual divulgado pelo comando grevista em Brasília é confirmado pela Divisão de Comunicação Social da PF. O último estado a se engajar à paralisação foi Minas Gerais onde, em assembléia, os policiais decidiram também cruzar os braços a partir de hoje. Com isso, são cerca de 7 mil policiais sem trabalhar, comprometendo os serviços nos aeroportos internacionais, portos e fronteiras, além da segurança de autoridades.

A greve foi deflagrada porque os agentes, escrivães e papiloscopistas (especialistas em impressões digitais) da PF querem um reajuste salarial de 85%, o que equipara seus salários aos de delegados e peritos, ambos de nível superior. Com esse percentual de reajuste, os salários desses profissionais passariam dos atuais R$ 4.199,77 para R$ 7.788,31. A Lei 9.266, de 15 de março de 1996, determina que as funções de policiais federais passem de nível médio para nível superior.

Uma reunião entre o presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal, Fernando Honorato, e o superintendente da Policia Federal, Euclídes Rodrigues da Silva Filho, marcou o início do terceiro dia de greve da categoria em Brasília. A reunião serviu para que o comando da greve dos policiais pedisse ao superintendente que não deslocasse os policiais postos à disposição de serviços essenciais para qualquer outro trabalho. Segundo Honorato, houve uma concordância por parte do superintendente para essa reivindicação.

Sobre a flexibilização do governo para uma possível negociação, Honorato disse que o Ministério do Planejamento mandou para e-mail a todos os policiais grevistas no Brasil pedindo que eles pressionem as lideranças sindicais a retornarem à mesa de negociação com o governo. “Nós não fomos convidados para essa negociação e esperamos um aceno por parte do governo”, afirmou.

O comando da greve também esteve ontem com o presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha, para pedir a interferência do Congresso junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no sentido de informá-lo de que há um descumprimento da Lei 9.266, de 1996, elaborada pelo Congresso Nacional e sancionada pela Presidência da República. Segundo Honorato, o presidente da Câmara ficou de transmitir ainda hoje ao presidente Lula essa preocupação do movimento grevista.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)