Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/10/2013 17:28

Greve dos Correios será julgada pelo TST na próxima terça-feira

Sabrina Craide, Agência Brasil

Brasília - O fim da greve dos Correios poderá ser determinado na próxima terça-feira (8), quando está marcado o julgamento do dissídio no Tribunal Superior do Trabalho (TST). O relator será o ministro Fernando Eizo Ono, que irá decidir se os trabalhadores deverão retomar as atividades, qual será o reajuste aplicado aos salários e como deverá ser a reposição dos dias parados.

A greve dos funcionários dos Correios será julgada pelo TST porque a empresa e os trabalhadores não chegaram a um acordo em relação às condições de reajuste salarial. A empresa ofereceu um reajuste de 8% nos salários e 6,27% a mais nos benefícios, além de vale-extra de R$ 650 em dezembro e vale-cultura dentro das regras do programa do governo federal.

Entre as reivindicações da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) estão aumento real de 15% e aumento linear de R$ 200, além da entrega de correspondências pela manhã em todo o país e jornada de seis horas para os atendentes. Na semana passada, alguns sindicatos enviaram uma contraproposta, que não foi aceita pelos Correios.

Segundo os Correios, hoje (1º), 93,35% dos empregados (116.191) estão trabalhando normalmente. A empresa informou que vai descontar os dias parados dos trabalhadores que continuam em greve. Na próxima quinta-feira (3) a empresa vai pagar a diferença do reajuste de 8% referentes aos meses de agosto e setembro para cerca de 40 mil trabalhadores dos sindicatos que assinaram o acordo coletivo de trabalho e não estão em greve.

A empresa informa que a rede de atendimento está aberta em todo Brasil e todos os serviços, inclusive o Sedex e o Banco Postal, estão disponíveis - com exceção da postagem, entrega e coleta de encomendas com hora marcada nos locais com paralisação deflagrada. Nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Bauru/SP e nos estados do Rio Grande do Norte, de Rondônia, do Amapá e de Tocantins não há paralisação.

A Fentect está convocando os trabalhadores para um ato público na próxima quinta-feira (3) em frente à sede da empresa, em Brasília. Segundo a entidade, está confirmada a vinda de ônibus de diversos estados para a mobilização. Os sindicalistas estão sendo convocados para trazer faixas e material de divulgação da greve, além de barracas e infraestrutura para permanecer em Brasília pelo menos até a próxima semana.

Edição: Fábio Massalli

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)