Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/05/2004 15:03

Greve da Funasa tem adesão de 40% em MS, diz sindicato

Fabiana Silvestre / Campo Grande News

O Sindsprev (Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais da Saúde e Previdência Social) informou esta manhã que a paralisação dos servidores da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), que teve início na última segunda-feira (10), atinge 40% dos 1,1 mil servidores do órgão em Mato Grosso do Sul – são 280 trabalhadores somente em Campo Grande.
Segundo o presidente do Conselho Fiscal do Sindsprev, João Nascimento, que também integra o Conselho Estadual de Saúde, estão parados servidores dos municípios de Anastácio, Aquidauana, Bodoquena, Cassilândia, Miranda, Deodápolis, Iguatemi, Paranaíba e Tacuru.
Esta manhã, servidores de Rio Verde e São Gabriel do Oeste devem discutir, em assembléia, se aderem à greve, “que já é praticamente certa”, conforme Nascimento. Em Campo Grande, Dourados, Coxim e Três Lagoas a adesão ainda é parcial.
Os servidores reivindicam reposição salarial de 127% referente ao período de 1995 a 2003, redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais, paridade salarial entre funcionários da ativa e aposentados e melhores condições de trabalho. “Precisamos de capacitação e de bons equipamentos de proteção individual”, afirma Nascimento. Segundo ele, em Campo Grande, somente estão mantidos os atendimentos às gestantes indígenas e os considerados emergenciais.
O Governo Federal propôs à categoria reposição de 32% sobre as gratificações e deu prazo ate o dia 21 deste mês para que os servidores voltem ao trabalho. “Continuamos negociando, mas a greve se mantém por tempo indeterminado”, conclui o representante do Sindsprev.

(Colaborou Alberto Dias)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)