Cassilândia, Domingo, 28 de Maio de 2017

Últimas Notícias

22/06/2004 16:04

Gravidez e parto matam 500 mil mulheres por ano

Dourados News

Mais de meio milhão de mulheres morrem a cada ano no mundo em conseqüência de gravidez ou de parto. De acordo com a funcionária do Fundo de População das Nações Unidas (FNUAP), a professora Gita Sen, a maioria das mortes é causada por falta de atendimento médico nos países pobres.

A mortalidade materna é um dos capos em que não se registrou nenhum progresso desde a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), que se realizou no Cairo em 1994, destacou Sen numa entrevista à imprensa na tarde da segunda-feira. Segundo ela, grande parte dessas mortes poderia ser evitada, mas 40% das mulheres que vivem nos países do terceiro mundo dão a luz sem ajuda médica, segundo um estudo realizado em 169 países paa fazer um balanço dez anos depois da Conferência do Cairo.

O risco é particularmente alto para as jovens entre 15 e 19 anos, cuja taxa de mortalidade materna é duas vezes mais elevada que a das mulheres entre 20 e 24 anos. Aproximadamente 13% das mortes são causadas por abortos praticados em más condições, inclusive em países onde a interrupção da gravidez é legal. Dos 46 milhões de abortos praticados anualmente no mundo, cerca de 20 milhões ocorrem em más condições.

Desde a Conferência do Cairo, o acesso aos meios anticoncepcionais se ampliou no mundo, mas em 2000, 123 milhões de mulheres continuavam sem acesso a métodos seguros e eficazes, assinalou, por sua parte, Thoraya Ahmed Obaid, diretora executiva do FNUAP. Quanto à violência sexual, é sofrida em certos países numa média de uma mulher em cada quatro.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Sexta, 26 de Maio de 2017
10:01
Cassilândia
10:00
Receita do Dia
Quinta, 25 de Maio de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)