Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/01/2008 16:52

Governo vai incluir ferrovia MS-PR no PAC, diz André

Humberto Marques/Campo Grande News

O “compromisso político” para ampliação da Ferroeste, ligando Maracaju a Paranaguá/PR, abrange a inclusão do projeto nas obras do Plano de Aceleração do Crescimento do governo federal. A informação foi dada pelo governador André Puccinelli (PMDB), que nesta sexta-feira (25 de janeiro) se reuniu com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), o ministro Alfredo Nascimento (Transportes) e os governadores Roberto Requião (PMDB/PR) e Luiz Henrique da Silveira (PMDB/SC) para tratar do projeto.

Dilma Rousseff teria garantido a Puccinelli que a ferrovia será incluída no PAC, o que foi comemorado pelo governador sul-mato-grossense. “Após duas décadas, se retoma a perspectiva de integração de Mato Grosso do Sul, através da malha ferroviária, ao porto de Paranaguá”, afirmou Puccinelli, de acordo com a assessoria do governo estadual. Porém, ainda conforme o governador, o projeto depende da comprovação do potencial econômico do Estado na produção de materiais a serem transportados pela estrada de ferro – grãos, açúcar a álcool, por exemplo.

A ampliação da Ferroeste envolveria recursos de R$ 1,3 bilhão. Hoje, a ferrovia vai de Cascavel/PR a Guarapuava/PR. O projeto inclui a construção de um trecho ferroviário de Maracaju a Cascavel, com 440 km de extensão, passando por Dourados, Mundo Novo e Guaíra/PR. A proposta prevê a conexão intermodal com a hidrovia Tietê/Paraná.

A ferrovia será construída em áreas desmatadas na década de 70 para o plantio de soja. Futuramente, a ferrovia chegaria também ao noroeste catarinense. A Ferroeste já obteve da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestes) para construir e operar uma ferrovia até Dourados, passando por Eldorado, Itaquiraí, Naviraí, Juti e Caarapó. A nova malha viária totalizará 626 km, 270 deles no Estado.

O projeto vem sendo defendido desde 2007, durante reuniões do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (que envolve os Estados do Sul e Mato Grosso do Sul). A expectativa é de que o novo trecho ferroviário irá desafogar o tráfego em rodovias, principalmente no que se refere ao transporte de cargas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)