Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/11/2005 20:10

Governo tenta reverter embargo total da carne

Lana Cristina/ABr

O governo quer reverter o embargo total decretado por quatro países às carnes brasileiras por causa dos focos de aftosa de Mato Grosso do Sul. Segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, missões brasileiras estão trabalhando para recuperar os mercados do Chile, África do Sul, Israel e Argentina, países que suspenderam a compra de carnes de qualquer parte do território brasileiro.

Rodrigues disse que ainda hoje (8) uma missão estará no Chile para que o embargo fique restrito pelo menos a Mato Grosso do Sul. O Chile, que absorvia 10% da carne bovina exportada pelo Brasil, bloqueou a importação do produto no dia 14. Os focos de aftosa do estado provocaram restrições comerciais por parte de 49 países, a maioria deles parcialmente.

O ministro disse que, por causa das restrições, é possível que haja redução de US$ 300 milhões nas exportações de carne bovina em relação à expectativa de US$ 3 bilhões estimada para 2005. "É uma crise muito grande a que estamos vivendo com a aftosa", disse Rodrigues, ao classificar a si próprio como o ministro da crise, para os deputados da Comissão de Agricultura da Câmara. Ele participou hoje de audiência pública, convocada pelos parlamentares, para falar dos focos de aftosa no Mato Grosso do Sul e da suspeita de ocorrência da doença no Paraná.

Para justificar a auto-avaliação, ele lembrou que houve queda no preço de produtos como o arroz, quebra na produção de soja e milho, devido à seca, e perda de R$ 17 bilhões na renda de produtores de grãos, desde que assumiu o cargo. O ministro citou o economista Karl Marx e o estadista Winston Churchill, arrancando risos dos ouvintes que participavam da audiência. "Marx disse que a crise é parteira da história. E Churchill, que enfrentou uma das piores crises na Inglaterra, disse ao povo que tudo que tinha para oferecer era sangue, suor e lágrimas. Não quero chegar a tanto, mas vamos esperar algo melhor ao fim desta crise", concluiu.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)