Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/04/2014 10:55

Governo regulamenta e define trechos que serão privatizados em MS

Campo Grande News

O Governo estadual publicou, nesta quinta-feira (3), o regulamento da concessão onerosa de 950,8 quilômetros de 11 rodovias estaduais. O decreto também define os trechos das estradas que vão ser administradas pela iniciativa privada e terão cobrança de pedágio. A próxima etapa do cronograma é a publicação do edital de concessão.

Assinado pelo governador André Puccinelli (PMDB) e pelo secretário estadual de Obras, Edson Giroto, o Decreto 13.926 estabelece as obrigações da concessionária, os deveres e direitos dos usuários e as regras de concessão.

A via com maior extensão a ser privatizada é a MS-040, entre Campo Grande e Santa Rita do Pardo, que terá 226 quilômetros. O menores trechos são da MS-223, com 15,1 quilômetros entre Costa Rica e o distrito de Cantina (MS-306); da MS-289, com 13,6 quilômetros entre Juti e Porto Felicidade; e da MS-316, com 14,5 quilômetros entre Gaúcho Pobre (MS-306) e Costa Rica.

A MS-112, entre a BR-158 e Cassilândia, terá 200,6 quilômetros administrados pela iniciativa privada. Já a MS-306, entre a região de Bolicho Seco e Cassilândia, terá 218,5 quilômetros.

Também integram o pacote as rodovias MS-135 (com 130,9 km entre Costa Rica e a MS-316), MS-180 (com 84,9 km entre Porto Felicidade e Iguatemi), MS-295 (34,4 km entre Eldorado e Iguatemi), a MS-338 (59,9 km entre a MS-040 e Santa Rita do Pardo) e MS-395 (133,2 km entre a BR-267 e Selvíria).

No decreto, o governador cita a justificativa de que a cobrança de pedágio tem o objetivo de manter a recuperação e pavimentação das rodovias, que foram alvos dos programas MS Forte 1 e 2. Com a privatização da BR-163, o Governo prevê o aumento do fluxo nas rodovias estaduais para escapar da cobrança, o que poderia apressar a deterioração da pavimentação das estradas estaduais.

Gostaria de saber do Governador, se com a cobrança de pedágios o valor do combustível irá diminuir? Pois o que se faz com a porcentagem destinada a manutenção das rodovias?
Até quando pagaremos impostos duplicados para serviços de péssima qualidade? E onde fica meu direito de ir e vir livremente neste País, se há um pedagio no meio do caminho?
 
Vinicius Oliveira em 04/04/2014 07:35:41
Correto o pensamento do Governador, mas deveríamos aumentar também nossas ferrovias, pois assim diminuiria os acidentes e não prejudicaria o Asfalto do nosso Estado
 
reginaldo em 03/04/2014 20:24:47
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)