Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/11/2008 09:43

Governo reduz pauta fiscal e alíquota de ICMS da Carne

Ângela Kempfer e Paulo Fernandes, Campo Grande News

Após uma rápida reunião com representantes de frigoríficos de pequeno e médio porte, o governador André Puccinelli anunciou nesta manhã a redução em 25% da alíquota da carne e alteração em pautas fiscais em Mato Grosso do Sul. A justificativa para as medidas é diminuir imposto para “salvar empregos”.

A alíquota de ICMS cairá de 4% para 3%. Já a pauta fiscal, valor que serve de base para arroba, na qual incide a alíquota, terá as seguintes alterações: a da vaca passará de R$ 82,00 para R$ 78,00 e do boi em pé cairá de R$ 90,00 para R$ 85,00.

“Sei que não é o imposto que está prejudicando o setor, mas a concorrência dos grandes frigoríficos”, analisou Puccinelli.

Mesmo assim, antes de anunciar o benefício ao setor, Puccinelli impôs uma condição aos empresários. Os frigoríficos terão de manter no empregado pelo menos 95% dos funcionários que tinham em outubro.

Os índices não agradaram os produtores que esperavam mais, solicitavam a redução da alíquota para, pelo menos, 2%, como forma de concorrer com os grandes grupos da carne. "Foi um corte insignificante. Dessa forma, não vamos assinar acordo de não demitir", disse João Alberto, da Associação dos Frigoríficos de MS, que representa 30 empresas, com abate por mês de 60 mil cabeças.

Perdas - Puccinelli disse que não poder "dar mais", recorrendo aos últimos números sobre a perda de impostos no Estado. Nos últimos 23 dias, pelos cálculos do governador, oMato Grosso do Sul já perdeu quase R$ 30 milhões em ICMS, com a redução no comércio da carne, grãos e produtos industrializados, com a crise financeira mundial.
Com as novas medidas, Puccinelli prevê que a redução diária no recolhimento do imposto diminua ainda mais, passe de R$ 1,2 milhão para R$ 2,5 milhões. “Até aí, nós podemos segurar. Prefiro perder imposto a perder emprego”, comentou o governador.

Em outubro, a receita de ICMS ficou em R$ 405 milhões, contra expectativa de R$ 435 milhões.

Anteriormente, o governador já havia dito que caso a crise financeira mundial perdure, serão cancelados lançamentos de obras em 2009.

Empregos - Só em ações trabalhistas contra frigoríficos de pequeno é médio porte, já são duas mil ações trabalhistas neste ano no Estado, conforme o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação.
Assim como os empresários, as entidades do setor também cobraram a intervenção do governo, para evitar novas demissões.

Carvão - Outro setor que levou “desconto” após pressão e ameaça de demissões foi o da produção de carvão, que teve a pauta fiscal do produto reduzida de R$ 184,00 para R$ 120,00.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)