Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/06/2005 15:31

Governo quer mudar regime de servidor e baixar déficit

Maristela Brunetto / Campo Grande News

O governo estadual encaminhou hoje à Assembléia Legislativa projeto de lei que prevê a possibilidade de cerca de quatro mil servidores celetistas mudarem para o regime estatutário. Aprovado o projeto, será facultado ao servidor que hoje é regido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) decidir se quer se tornar estatutário. Com a medida, o governo espera reduzir o déficit do MS Prev e o desembolso feito todos os meses pelo Executivo para cobrir o rombo.
Hoje, o governo repassa cerca de R$ 1,6 milhão ao mês para o INSS (sobre cada empregado, o contratante paga 22% do salário à previdência), em função dos celetistas, que entram no regime geral da previdência e não no próprio (MS Prev). Se todos migrarem para o regime próprio, o governo poderá repassar essa quantia ao MS Prev e reduzir o desembolso de R$ 8 milhões ao mês para cobrir o déficit. Com a medida, o governo poderia gerar fluxo de caixa. Ele diz não haver risco de no futuro haver quebra na previdência estadual com o ingresso destas pessoas.
Conforme Franco, o governo sondou primeiro os sindicatos para verificar se a medida surtiria efeito. Conforme ele, foi constatado o interesse de muitos em sair do regime da CLT. Há demanda para a mudança, afirma.
Franco argumenta que há algumas vantagens dos estatutários em relação aos celetistas, como na progressão funcional, na possibilidade de pedir licença por motivos particulares.
No Judiciário, uma lei tornou regra a contratação de concursados pela CLT. O sindicato que representa os servidores ingressou com uma ação na Justiça contra a lei. Regidos pela CLT, os servidores ficam obrigados a receber o teto da aposentadoria paga pela Previdência, o que não ocorre no regime do governo estadual.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)