Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

31/05/2005 12:38

Governo quer cautela na divulgação sobre doença de aves

Fernanda Mathias / Campo Grande News

Temendo barreiras mercadológicas, a SFA (Superintendência Federal de Agricultura) remeteu hoje à imprensa nota conjunta com a Seprotur (Secretaria Estadual de Produção e Turismo) e Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) em que pede cautela nas divulgações sobre a doença que acometeu aviário de Jaraguari, provocando interdição de mais de 100 propriedades e sacrifício de 17 mil aves. Hoje o franco é o terceiro produto na pauta de exportações do Estado, atrás apenas da carne bovina e da soja. O receio é que as notícias repercutam mal lá fora e gere vetos.
A princípio a doença que acometeu as aves seria respiratória e os sintomas, conforme a Iagro, podem levar a uma série de diagnósticos. O exame laboratorial é feito em Campinas (SP) e deve estar pronto amanhã. Segundo a SFA queda de produtividade e alto índice de mortandade foram constatados no aviário e foram adotadas medidas cabíveis (abates, interdição e montagem de barreiras).
Segundo informa a nota, Mato Grosso do Sul conta hoje com cinco empresas voltadas à produção de frangos de corte, das quais quatro com vocação voltada ao mercado exportador. Atualmente o sistema de produção de frangos de corte aloja aproximadamente 21 milhões de aves (matrizes, corte e postura), tendo sido abatidos em 2004 cerca de 117 milhões e trezentos mil frangos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)