Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/03/2015 07:09

Governo não vai suspender vistoria para evitar acidentes, diz diretor do Detran

Campo Grande News

O diretor-presidente do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), Gerson Claro, afirmou que o governo do Estado vai manter a inspeção veicular em carros com mais de cinco anos de uso porque entende ser “irresponsabilidade se suspender a portaria e acontecer acidentes por falta de condições dos veículos”.

“O governo vai manter as vistorias”, afirmou Claro que reuniu-se com deputados estaduais, na tarde desta quarta-feira (11), para esclarecer a portaria. Os parlamentares não foram convencidos da legalidade da determinação do departamento.

“Deu uma explicação embasado em uma resolução, mas não tem base legal para cobrar isso”, ressaltou Marquinhos Trad (PMDB). Para fazer a vistoria, a taxa cobrada varia de R$ 103 a R$ 120. Segundo Claro, do total cobrado R$ 51 é referente à despesa de material e R$ 104 com pessoal.

A bancada do PT já apresentou um decreto legislativo para suspender a portaria. O documento já está para análise na CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) da Casa. O líder dos petistas, deputado Pedro Kemp, quer acelerar o processo. “Acredito que em 15 dias votamos no plenário”, pontuou.

O deputado Beto Pereira (PDT), que representou o governo na reunião, disse que o Estado vai analisar a legalidade e os impactos financeiros, políticos e sociais da portaria. “Acho que pode vir a rever”, resumiu.

Explicações – O diretor-presidente do Detran disse que o recurso da taxa será aplicado em sinalizações de trânsito em todos os municípios do Estado. Claro afirmou ainda que 77 das 79 cidades têm dificuldades para implantar as sinalizações.

Além disso, até 2020, 100% da frota de Mato Grosso do Sul terá de ser vistoriado. “A portaria faz parte da política nacional para diminuição de acidentes de trânsito”, explicou. Claro citou um estudo que o gasto com acidentes do Brasil anual é de cerca de R$ 30 bilhões.

No Estado ainda não foi possível sentir os efeitos positivos da vistoria, já que a portaria está em vigor há três meses. “Vai começar efetivamente em abril quando começa o licenciamento anual”, justificou.

Briga – Os petistas aguardam o encaminhamento do decreto legislativo para decidirem se acionam a Justiça para suspender a portaria. Mas Kemp contou que no Rio Grande do Sul, a exigência da vistoria foi feita por projeto de lei e o STF (Supremo Tribunal Federal) julgou inconstitucional. “De repente surge ai uma jurisprudência”, disse.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)