Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/02/2007 10:02

Governo não bancará Bolsa; Universidades assumem

Aline dos Santos/Campo Grande News

Em decorrência da falta de recursos do governo para manter o Bolsa Universitária, os acadêmicos que participam do programa vão trabalhar nas instituições de ensino superior durante o ano letivo de 2007. Pelo decreto 11.226, de maio de 2003, os acadêmicos que recebessem bolsa de 70% cumpririam carga horária de 20h semanais em órgãos da administração estadual. De acordo com a coordenadora do Núcleo de Assuntos Estudantis da Uniderp, Juraci Galvão, o governo fez acordo com a reitoria e a partir de quinta-feira os 99 alunos do campus de Campo Grande já deverão estar matriculados e cumprindo o expediente na universidade.

Segundo a coordenadora, todos os acadêmicos terão bolsas de 70%. Os que tinham benefício de 50% trabalhavam aos fins de semana, quando as instituições não têm atividades. Pelo decreto, além da bolsa de complementação, os estudantes em estágio tinham direito a vale-transporte conforme as regras para os servidores públicos. “Vamos tentar conseguir [o vale-transporte] na Agetran”, explica a coordenadora.

Na UCDB, onde 97 estudantes estão incluídos no Bolsa Universitária, a orientação é para que os alunos sejam alocados em setores que tenham correspondência com o curso que freqüentam. De acordo com a assessoria de imprensa da universidade, os estudantes deverão ser distribuídos entre os 40 projetos sociais que a instituição desenvolve. Em janeiro, a Setass (Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária) divulgou uma nova relação dos contemplados. Foram habilitados 372 estudantes, menos da metade dos 1.040 que recebiam o benefício.

Para conceder o Bolsa Universitária, a secretaria considerou critérios acadêmicos, como freqüência regular de no mínimo 90% das aulas em cada semestre letivo, ter cursado, no mínimo, os três primeiros semestres letivos do curso e não ter registro, durante o semestre cursado, de repetências ou mais de três dependências.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)