Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Março de 2017

Últimas Notícias

10/02/2006 19:48

Governo libera recursos para pecuaristas de MS

Lourenço Melo/ABr

A região de Mato Grosso do Sul próxima à fronteira com o Paraguai, onde foi registrado foco de febre aftosa no ano passado, vai receber R$ 25,5 milhões do governo federal para reestruturação do sistema produtivo. Os recursos vão beneficiar 405 criadores e 1.250 famílias de assentados ou agricultores familiares que sofreram prejuízos com a doença.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a verba já está liberada. A notícia foi transmitida em Campo Grande, capital sul-matogrossense, pelo coordenador do grupo de trabalho interministerial criado para minimizar os impactos socioeconômicos gerados com o aparecimento da doença, Luís Gomes.

Só para indenizações aos criadores de gado que tiveram animais sacrificados serão destinados R$ 18,4 milhões. Foram sacrificados 33.819 animais. Também já estão empenhados R$ 2,3 milhões para ressarcimento de outros 65 criadores.

Dos R$ 25,5 milhões hoje liberados, R$ 4,1 milhões vão atender a agricultores familiares que vendiam leite. Mais R$ 1 milhão vão ser distribuídos entre os produtores de hortigranjeiros, principalmente melancia, melão e abóbora, que não puderam vender a produção porque tinham plantações localizadas na área de isolamento, que compreende os municípios de Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Eldorado e Mundo Novo.

Para o Instituto de Defesa Sanitária de Mato Grosso do Sul, foram destinados R$ 2 milhões para emprego no sistema informatizado sobre controle do trânsito de animais e produtos vegetais. De acordo com Luís Gomes, as famílias de pequenos agricultores prejudicadas com o aparecimento de febre aftosa nos cinco municípios vão continuar recebendo cestas básicas até o mês de abril.

Os produtores dos cinco municípios sul-matogrossenses que têm dívidas com o Banco do Brasil, desde 10 de outubro do ano passado e que vencem até 30 de março de 2008, vão poder renegociar com a instituição, que fará análise caso a caso.

Segundo Luís Gomes, os ministérios da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário vão firmar convênio com o Idaterra, órgão de assistência técnica do governo estadual, no valor de R$ 1 milhão para investimento nos cinco municípios. Os recursos vão ajudar os produtores a revitalizar as lavouras. Cada família poderá receber até R$ 6 mil, com juros de 1% ao mês para pagamento em até 10 anos, com três anos de carência.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Março de 2017
Quinta, 23 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Março de 2017
21:53
Cassilândia
20:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)