Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/12/2007 13:04

Governo gasta R$ 7,10 com remédio por habitante/ano

Paulo Fernandes - Campo Grande News

O gasto do governo com medicamentos foi de R$ 5,2 bilhões em 2007. Parece muito, mas mesmo com a contrapartida de estados e municípios representa R$ 7,10 por habitante/ano, considerando o número de atendimentos pelo SUS (Sistema único de Saúde).

Dos R$ 7,10, a participação do Ministério da Saúde é de R$ 4,10; estados e municípios respondem por R$ 1,50 cada. Os números foram apresentados pelo coordenador de Assistência Farmacêutica Básica do Ministério da Saúde, José Miguel do Nascimento Júnior, que veio a Campo Grande para ministrar em um curso promovido pelo Conselho Regional de Farmácia. O governo pretende elevar esse valor para R$ 10,10 habitante/ano até 2010.

Nascimento Júnior admite que o valor está aquém do ideal, mas prefere adotar uma postura de cautela ao falar sobre o assunto. “Não dá para comparar com outros países; Estados Unidos e Canadá, por exemplo, não tem esse fornecimento. Em países como Espanha e Inglaterra a realidade é outra. Mas o repasse tem aumentado. Em 2002, 5,6% do Orçamento era para medicamentos; em 2007 foram 11,2%”, disse.

Do bolo de gastos com medicamentos, a maior fatia (38%) é destinada aos medicamentos de alto custo. Os outros gastos são com medicamentos básicos, para tratamento contra a AIDS e câncer.

CPMF – Para o representante do Ministério da Saúde, o país perdeu a oportunidade de ajudar quem mais precisa ao derrubar a CPMF (o imposto do cheque, criado para beneficiar a Saúde). “Foi uma decisão política e não administrativa que derrubou um imposto difícil de ser substituído porque além de beneficiar a saúde ele também fazia divisão de renda. Agora, espero que o não pagamento se converta em emprego e renda”, afirmou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)