Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/01/2015 15:05

Governo garante 13%, mas Fetems diz não abrir mão dE 25% de reajuste a professor

João Pamplona

Enquanto o governo estadual garante o reajuste de 13,1% dos professores, a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) exige o cumprimento dos 25,42% – os dois índices são, respectivamente, a soma do percentual garantido anualmente e o restante representa um quarto do piso nacional do magistério para 20 horas.

Representantes dos professores da rede estadual e governo mantêm negociação desde a semana passada. Nesta segunda-feira (19), a Fetems se reuniu novamente com a equipe de Reinaldo Azambuja (PSDB).

De acordo com a secretária de Estado de Educação, Maria Cecilia Amendola, o governo vai analisar nos próximos dias folhas de pagamento de novembro, dezembro e janeiro, para que, a partir disso, apresente uma proposta já na quarta-feira, quando está marcada nova reunião.

No encontro de hoje, que reuniu os secretários de Estado da Casa Civil, de Governo e Educação, foram apresentados alguns números do orçamento de MS, que seriam compatíveis aos levantados e defendidos pela direção da Fetems.

“A comissão vai analisar a folha de pagamento analítica, a partir da folha, com remuneração e cargos, para que possa ver a possibilidade do cumprimento da lei. Mas não abrimos mão dos 25%”, disse o presidente da Fetems, Roberto Magno Botarelli.

A secretária de Educação, por sua vez, afirma que seria “inconsequência prometer um reasjute e depois não poder cumpri-lo”. O percentual de 13,1%, que representa o reajuste anual, sem o ¼ do piso nacional para 20 horas, é dado como certo pelo governo. O restante, no entanto, ainda será analisado, afirma.

Ela lembra que são 20 mil professores, no entanto, a metade não consta na folha de pagamento de janeiro. Caso seja aplicado o reajuste de 25%, somaria R$ 22 milhões, segundo levantamento do governo.

 

Midiamax

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)