Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/06/2005 14:14

Governo fixa meta de inflação de 2007 em 4,5%

O CMN (Conselho Monetário Nacional) fixou o centro da meta de inflação de 2007 em 4,5%. O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse que o intervalo de tolerância será de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo --ou seja, pode variar entre 2,5% e 6,5%.

A decisão já era esperada pelo mercado, assim como o anúncio também feito hoje por Palocci de que as metas para 2005 e 2006 foram mantidas em 4,5%.

Palocci disse ainda que espera que o Banco Central persiga essa meta em 2006 e a consolide em 2007 para dessa forma buscar no longo prazo uma inflação em torno de 4%.

Mesmo a meta de 4,5%, entretanto, é bastante ambiciosa para países como o Brasil, onde dificilmente a inflação ficou abaixo de 5% nas últimas décadas.

Dessa forma, o Banco Central pode ser obrigado a manter taxas de juros elevadas durante os próximos anos para conseguir cumprir os objetivos fixados pelo CMN.

O BC usa os juros de forma a conter o aquecimento da economia e, dessa forma, reduzir as pressões inflacionárias. A alta dos juros, entretanto, também contribui para reduzir investimentos e aumentar o desemprego.

Por esse motivo, setores de oposição e até mesmo do governo defendiam que o governo adotasse uma meta de inflação maior. O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), por exemplo, tentou convencer a equipe econômica que o centro da meta deveria ser de 5,5%.

No entanto, o CMN --formado por Palocci, o ministro Paulo Bernardo (Planejamento) e o presidente do BC, Henrique Meirelles-- descartou elevar a meta para tirar a pressão sobre os juros.

"Nós pensamos que sempre que você tolera uma inflação maior, você obtém uma conquista que é uma inflação maior", disse ele em tom irônico.

De acordo com o ministro, uma meta mais elevada poderia estimular a realimentação da inflação, o que não iria colaborar para o crescimento da economia mesmo no curto prazo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)