Cassilândia, Sexta-feira, 28 de Abril de 2017

Últimas Notícias

08/05/2006 07:25

Governo financia projetos jurídicos nas prisões

Ministério da Justiça

Estudantes e professores de Direito de universidades públicas e particulares comunitárias (sem fins lucrativos) têm até a próxima terça, dia 9 de maio, para inscrever projetos de assessoria jurídica no programa Reconhecer. Trata-se de uma parceria entre os Ministérios da Justiça e Educação que visa incentivar a construção de uma nova cultura nas faculdades de Direito, focada na formação de estudantes para a cidadania e os Direitos Humanos. A iniciativa também visa a proporcionar acesso de grupos vulneráveis, como presidiários, à Justiça. Cada trabalho selecionado recebe financiamento de até R$ 45 mil.

Para ser inscrito, o projeto deve atender a um dos seguintes eixos: formação e qualificação (cursos na área dos direitos humanos e assessoria jurídica popular, voltados a professores, alunos e profissionais da área de segurança pública, justiça criminal e administração penitenciária), publicação (trabalhos acadêmicos para a consolidação dos direitos humanos ou que apresentem experiências em assistência jurídica gratuita) e ações voltadas às comunidades (projetos de pesquisa e extensão universitária na área de direitos humanos, criação e apoio a assessorias jurídicas populares, ou atividades de promoção dos direitos humanos dentro das prisões).

As assessorias jurídicas populares prestam serviços gratuitos às comunidades carentes e são normalmente ligadas a universidades ou organizações não-governamentais. "Ao abrirmos espaços para que estudantes de Direito pesquisem e atuem nos presídios, contribuímos para formar profissionais mais sensíveis e engajados em relação à Execução Penal", explica o coordenador-geral de Ensino do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Fábio Costa Sá e Silva. "Ao mesmo tempo, abrimos espaço para que novas proposições venham a ser formuladas em relação os seus conhecidos problemas".

O edital do concurso está disponível na Internet, por meio do endereço eletrônico www.mec.gov.br/reconhecer.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 28 de Abril de 2017
Quinta, 27 de Abril de 2017
13:24
Cassilândia
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
06:20
Copa do Brasil
06:11
Loteria
Quarta, 26 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)