Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/05/2008 17:10

Governo estuda uso do FGTS para financiar casa própria

O Ministério do Trabalho e Emprego confirmou hoje que apresentará proposta ao Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) de liberar recursos do fundo para financiamento de empresas na construção da casa própria para os seus funcionários. A idéia é levar a proposta à votação do conselho na próxima reunião, prevista para o fim de junho.

O conselho tripartite é formado por representantes do governo federal, trabalhadores e empresários e é ele quem decide sobre a aplicação de recursos do FGTS. A proposta do Ministério é que a nova linha de financiamento tenha inicialmente até R$ 2 bilhões, mas a decisão sobre valores ainda depende de uma avaliação financeira da Caixa Econômica Federal.

Em princípio, a linha de financiamento estará disponível a juros de 8,16% ao ano mais a TR (Taxa Referencial), que são os mesmo juro cobrados nas demais operações bancárias com recursos FGTS.

O conselho aprovou este ano a aplicação de R$ 17,5 bilhões do orçamento do FGTS, sendo R$ 8,4 bilhões para a área de habitação, R$ 4,6 bilhões para saneamento básico e R$ 1 bilhão para a área de infra-estrutura urbana, além de R$ 1,55 bilhão para subsídio - que são recursos usados para ajudar a financiar moradia para população de baixa renda que ganha até cinco salários mínimos (até R$ 2.075,00).




Agência Estado/JF

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)