Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

24/11/2006 15:37

Governo estadual realiza Fórum de Combate ao Câncer

Segunda-feira 27 é o Dia Nacional de Combate ao Câncer. Em Mato Grosso do Sul, esta data será comemorada durante a realização da terceira etapa do III Fórum Qualidade de Vida. A campanha tem como slogan “A informação pode salvar vidas”. Serão apresentados os dados do I Inquérito de Tabagismo em Universitários da Área de Saúde de Campo Grande.

A cidade foi a capital que representou o Centro-Oeste na pesquisa que está ocorrendo em vários países do mundo, sendo uma iniciativa do CDC - Global Tobacco Prevention & Control Program, a World Health Organization (WHO) Collaborating Center for Global Tobacco Prevention and Control, que se dedicam a trabalhar com parceiros para prevenir mortes e doenças através do controle e da prevenção global efetiva e sustentável do tabaco.

No Brasil, essa pesquisa está sendo coordenada pelo Instituto Nacional do Câncer, sendo que em Mato Grosso do Sul ocorreu uma parceria entre o Inca (Instituto Nacional de Câncer), Secretaria de Estado de Saúde e Fundação Cândido Randon. O uso do tabaco é uma das principais causas preveníveis de morte no mundo.

A Organização Mundial da Saúde atribui aproximadamente 4,9 milhões de mortes por ano ao tabaco. A tendência é de que a estimativa dobre por volta do ano de 2030. A maioria dessas mortes devem ocorrer em países em desenvolvimento. O tabagismo é o principal fator isolado de câncer, sendo o tabagismo passivo o primeira causa de câncer ambiental.

O objetivo dessa pesquisa é conhecer o número de estudantes da área de saúde que utilizam ou já utilizaram produtos derivados do tabaco, assim como conhecer as crenças, atitudes e capacitação recebida no curso de graduação, dos futuros profissionais de saúde, com relação ao tabagismo, nas capitais estudadas. O câncer é hoje, em Mato Grosso do Sul, a segunda causa de morte, sendo que 30% dos casos podem ser evitados através da prevenção, e outros 30% com detecção precoce dos casos.

“Podemos dizer que em Mato Grosso do Sul muitos avanços são necessários para consolidarmos o trabalho intersetorial, contemplando diferentes eixos de trabalho, tais como serviços (prevenção primária, detecção precoce, assistência, cuidados paliativos), políticas, conhecimento e pesquisa e controle social”, destaca o secretário de Estado de Saúde, Matias Gonsales Soares.

No início deste mês, Mato Grosso do Sul recebeu a aprovação pelo Ministério da Saúde, para o pré-projeto que propõe que o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul – que hoje é um centro de alta complexidade em oncologia sem radioterapia – seja ampliado como uma unidade com radioterapia. O projeto de reforma e ampliação do Hospital Regional receberá recursos federais no montante de R$ 7.500.000,00, e R$ 950.000,00 de contrapartida da Secretaria de Estado de Saúde.

A III Etapa do III Fórum Qualidade de Vida acontece nos dias 27 e 28 de novembro, no Hotel Advanced, a partir das 8h30, em Campo Grande. Ao mesmo tempo, será realizada a sistematização do Levantamento de Informações e do Diagnóstico realizado nos municípios envolvidos no trabalho de Promoção da Qualidade de Vida, para construção do Projeto para a Promoção da Qualidade de Vida que deverá se constituir num dos principais instrumentos de superação da cultura das políticas públicas assistenciais em saúde e na construção da cultura da prevenção em saúde.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)