Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

Últimas Notícias

27/03/2019 09:20

Governo de MS quer que União libere empréstimos do FCO aos estados

Campo Grande News

O Governo de Mato Grosso do Sul solicitou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, durante reunião nesta terça-feira (dia 26), em Brasília, a utilização de parte dos fundos constitucionais para investimento público. No Estado, o governo disponibiliza o FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste), cujos recursos são, hoje, destinados exclusivamente à iniciativa privada.

No Palácio do Buriti, os chefes dos 27 estados participaram do Fórum de Governadores. A reforma da Previdência, que tramita no Congresso, também foi discutida. O governo federal pede o apoio dos representantes para aprovação da medida - colocada como essencial para retomada do crescimento econômico.

“Pedimos [o FCO] para usar em infraestrutura, melhorar aeroportos, rodovias, construção de pontes, tudo que envolva infraestrutura”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Segundo o chefe do Executivo estadual, o pedido ao ministro inclui usar para o fim os fundos do Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Contudo, para isso, é necessária uma medida provisória ou lei complementar, além da autorização do governo federal. “Ficamos de elaborar uma minuta e enviar para o Guedes [ministro da Economia]”. Para o governador, repassar parte do FCO para o setor público não afetará as áreas de produção e empresarial.

“Eu acho que acabaria complementando o setor como um todo. Quando faz infraestrutura, melhora logística para escoamento, fortalece o comércio, áreas que hoje demandam recursos”. Além disso, “durante anos”, houve sobra de recursos do fundo.

A proposta apresentada ao ministro foi de usar 30% do que é previsto em cada ano a título do Fundo Constitucional. “Mas podemos mudar. Não sabemos ainda se a equipe econômica vai concordar”, afirmou o governador.

Outros pontos – Os chefes dos 27 executivos estaduais também cobraram o repasse do Finex (Fundo de Financiamento à Exportação) e Lei Kandir. Sobre a última legislação, Reinaldo lembrou que os estados não receberam o recurso referente ao passado. “E 2019 é um ano decisivo para regularização da lei”.

Sobre a ajuda financeira, Paulo Guedes disse que vai apresentar o projeto de fortalecimento fiscal aos estados em 30 dias. Entre as propostas, o governador falou a respeito da partilha da cessão onerosa e antecipação de recebíveis [recursos da União]. “O ministro se comprometeu e disse que é simpático à ideia da União ceder uma parte aos estados. Isso acontecendo, fortalece as finanças estaduais”.

A proposta que será entregue em 30 dias é “emergencial, para ontem”. “Que é antecipar recebíveis e fazer empréstimo para fortalecer o caixa para custeio e pagamento de pessoal”.

Para Mato Grosso do Sul – Afirmando estar em dia com os compromissos, o governo estadual quer, da parte da União, recursos para ampliar a capacidade de investimento. “Todos estados precisam, não tem um que vá abrir mão. Se tiver antecipação dos recebíveis, podemos melhorar o desempenho de custeio da máquina, mas também investir em algumas áreas”.

Citou a segurança pública, educação e saúde. Contudo, o que “é vital” e será demandado é empréstimo na área de infraestrutura. “Estamos iniciando os portos em Porto Murtinho, mas precisamos de estrutura para chegar até lá. Mandamos fazer projeto para acesso aos portos. Precisa também de ponte de concreto, melhorar estradas pavimentadas. Eu vou buscar fortalecer, se houver empréstimo, vamos melhorar a máquina, mas principalmente, investir em áreas importantes pra desenvolvimento do Estado”.

Antes disso, o governo estadual vai analisar as condições que serão apresentadas pela União em 30 dias. "Vamos analisar as taxas de juros para ver se não é uma agiotagem oficial, como foi no passado".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 19 de Maio de 2019
13:49
Costa Rica
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
05:03
Campeonato Brasileiro de Futebol
Sábado, 18 de Maio de 2019
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)