Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

13/02/2007 13:44

Governo corta pela metade repasse constitucional da Uems

Helio de Freitas, de Dourados

O governo do Estado cortou pela metade o repasse constitucional a que a Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tem direito. Neste mês, segundo a assessoria de imprensa da universidade, a Uems recebeu R$ 2,7 milhões, quando deveria ter recebido R$ 5,6 milhões – valor equivalente a 2,8% da receita líquida do Estado, conforme estabelece a Constituição de Mato Grosso do Sul.

Conforme a assessoria da Uems, o valor repassado pelo governo do Estado foi quase integralmente consumido pela folha salarial e os encargos dos servidores. A Uems tem 731 funcionários, sendo 379 professores, lotados na sede em Dourados e nas 14 unidades espalhadas pelo Estado. Para pagamento do salário de janeiro e os encargos, a Uems desembolsou R$ 2,54 milhões, segundo a assessoria. O dinheiro liberado ontem pelo governo do Estado só deve chegar à conta dos servidores da Uems nesta quarta-feira.

O reitor da Uems, Luiz Antonio Alvarez Gonçalves, entende que o corte no repasse ocorreu em função da dificuldade financeira enfrentada pelo Estado. Com metade do valor a que teria direito, segundo ele, a Uems vai priorizar o pagamento dos servidores e outras despesas mais emergenciais. Luiz Antonio disse que neste mês a dificuldade para enquadrar as despesas será menor, pois a universidade estava de férias em janeiro. “Acreditamos que o repasse será ampliado gradativamente nos próximos meses. Em todo governo é assim”, afirmou o reitor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)