Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/02/2007 13:44

Governo corta pela metade repasse constitucional da Uems

Helio de Freitas, de Dourados

O governo do Estado cortou pela metade o repasse constitucional a que a Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tem direito. Neste mês, segundo a assessoria de imprensa da universidade, a Uems recebeu R$ 2,7 milhões, quando deveria ter recebido R$ 5,6 milhões – valor equivalente a 2,8% da receita líquida do Estado, conforme estabelece a Constituição de Mato Grosso do Sul.

Conforme a assessoria da Uems, o valor repassado pelo governo do Estado foi quase integralmente consumido pela folha salarial e os encargos dos servidores. A Uems tem 731 funcionários, sendo 379 professores, lotados na sede em Dourados e nas 14 unidades espalhadas pelo Estado. Para pagamento do salário de janeiro e os encargos, a Uems desembolsou R$ 2,54 milhões, segundo a assessoria. O dinheiro liberado ontem pelo governo do Estado só deve chegar à conta dos servidores da Uems nesta quarta-feira.

O reitor da Uems, Luiz Antonio Alvarez Gonçalves, entende que o corte no repasse ocorreu em função da dificuldade financeira enfrentada pelo Estado. Com metade do valor a que teria direito, segundo ele, a Uems vai priorizar o pagamento dos servidores e outras despesas mais emergenciais. Luiz Antonio disse que neste mês a dificuldade para enquadrar as despesas será menor, pois a universidade estava de férias em janeiro. “Acreditamos que o repasse será ampliado gradativamente nos próximos meses. Em todo governo é assim”, afirmou o reitor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)