Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/05/2013 12:52

Governo aumenta em 1% índice de reajuste, mas policiais não aceitam

Nadyenka Castro, Campo Grande News

Após horas de conversa com deputados e sindicalistas, o governo do Estado aumentou em 1% a proposta de reajuste oferecida para a PM (Polícia Militar) a partir de 2014. A informação é do presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados Militares), Edmar Soares da Silva.

Ele antecipa que nem irá levar o percentual à votação, mantendo assim o aquartelamento. “Não vou chamar para Assembleia, se ainda fosse para esse ano, ainda vai”, declarou, explicando que só irá convocar reunião “se houver avanço nas negociações”.

O sindicalista falou também que “entre 7% ou nada, prefere não ter nada, para não ficar devendo nada ao governo”.

Até agora o governo defendia para soldados aumento de 7% este ano e 8% seguidos de 20% até dezembro de 2014. Para cabo a indicação é de 7%, 8% e 14%, respectivamente.

O deputado estadual Pedro Kemp (PT), anunciou que os parlamentares irão ajudar nas negociações, que algumas propostas já foram feitas e que os salários dos policiais estão defasados. “Há oito anos era o 6º no País”, lembrando que hoje a categoria tem a 3ª pior remuneração.

Júnior Mochi (PMDB), explicou que o governo não oferece reajuste maior porque, se o fizer, terá que modificar os salários de outros servidores, que também poderão entrar em greve.

A PM quer aumento do piso para o equivalente a 17% do vencimento de um coronel para esse ano, 20% para 2014, e aumento toda vez que a patente maior tiver o reajuste.

A votação das tabelas deveria ocorrer hoje, mas foi adiada para amanhã por conta da pressão dos policiais hoje cedo na Assembleia Legislativa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)