Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

27/04/2007 15:37

Governo aposta no Plenário para manter maioridade

Após uma derrota significativa na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, o governo agora aposta na votação em plenário para conseguir manter a maioridade penal em 18 anos.

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) também deve apresentar em breve uma emenda ao texto do relator da matéria, Demóstenes Torres (DEM-GO) - que alterou a idade penal para 16 anos. Com isso, por ser uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a matéria é obrigada a retornar a Comissão. Há também a necessidade de votação em dois turnos da matéria no Plenário. A aprovação depende de maioria qualificada, ou seja, da aprovação de 49 dos 81 senadores.

Como a votação na CCJ já foi apertada, com o placar de 12 a 10, o governo está confiante de que reverterá o cenário. Caso a matéria caia na primeira votação, ela está encerrada.

O próprio Demóstenes, um dos que mais comemorou o resultado, admitiu que terá dificuldades para o tramite da matéria ir até o fim. "É um projeto polêmico, precisa maioria de 3/5 em dois turnos. Será virada dura. Mas é preciso deixar claro que pela primeira vez o projeto avançou", disse ontem após as mais de quatro horas de reunião da CCJ.

Para conseguir o resultado positivo em Plenário, o governo aposta ainda em seu poder de convencimento. O líder Romero Jucá (PMDB-RR) já deu bandeira branca para os senadores começarem as suas conversar. "Ainda terá muito debate. Eu acho que a proposta é polêmica, o resultado da votação expressa esse tipo de debate, de posição divergente que está no Senado. O governo tem posição clara contra a redução da maioridade e vai brigar por isso", disse.

Além de lutar pelo voto dos senadores de seu partido, o líder também travará uma batalha para convencer os tucanos. O presidente do PSDB, Tasso Jeireissati (CE) só votou à favor da matéria devido a mudanças feitas de última hora pelo relator - que teve que abrandar seu texto. Demóstenes incluiu que os maiores de 16 e menores de 18 que cometerem crimes hediondos só poderão ser presos em lugares diferentes dos adultos. Além disso, só irão para a prisão caso seja comprovado, com um laudo psicológico, que o adolescente tinha total ciência do seu ato.

Mesmo com as mudanças, Tasso limitou-se a dar seu voto a Demóstenes, sem fazer nenhum aparte. Assim, o governo ainda tem esperança em convencer os tucanos. Outro ponto que favorece essa esperança é o fato de o governador de São Paulo, José Serra - que tem grande influência dentro do partido - já ter se manifestado contrário a redução para 16 anos.

Isso demonstra que apesar de ter sido um passo importante, a votação da CCJ significou apenas uma primeira etapa de uma mudança muito polêmica, não só no Congresso, mas como em toda a sociedade.

Redação Terra

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)