Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

02/12/2004 15:57

Governo aposta em diversificação da economia de MS

Agência Popular

O processo de desenvolvimento de Mato Grosso do Sul nos próximos 20 anos depende, em grande parte, da diversificação da economia do Estado. Este é um dos principais fundamentos da estratégia que governo e sociedade vêm tecendo durante os trabalhos de atualização do MS-2020 (instrumento de planejamento de longo prazo do governo).

Nesta quinta-feira, durante o seminário “Cenários Estratégicos do Desenvolvimento”, o vice-governador Egon Krakhecke explicou que os estudos sobre as estratégias de desenvolvimento têm acontecido em três frentes complementares: um estudo sobre os cenários estratégicos (análise dos acontecimentos em MS, no Brasil e no mundo), um estudo sobre a matriz energética do estado e um estudo sobre as cadeias produtivas existentes e potenciais.

Durante o seminário, o jornalista e escritor Wladimir Pomar traçou um quadro da conjuntura sócio-econômica nacional e mundial que serviu como ponto de partida para que os cerca de 300 participantes do encontro discutissem, em grupos temáticos em seguida, as estratégias a serem adotadas pelo Mato Grosso do Sul para continuar inserido num processo de desenvolvimento sustentável.

O consenso em torno da necessidade de diversificar a atividade econômica sul-mato-grossense, através das cadeias produtivas, encontra abrigo teórico na chamada "teoria da deterioração dos termos de troca", elaborada pelo economista e fundador da Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e Caribe) Raul Prébisch.

A idéia por trás da teoria é simples para quem hoje acompanha as dificuldades das regiões que dependem das exportações de commodities: o preço dos produtos básicos tendem sempre a cair em relação aos preços das mercadorias mais sofisticadas. Como conseqüência, os países e estados que dependem a exportação de commodities são mais vulneráveis às crises externas por conta da queda do valor das exportações.

A saída para essa armadilha era a diversificação da estrutura produtiva, ou seja, a industrialização, tornando a economia estadual capaz de produzir e exportar bens de maior valor.

No caso de Mato Grosso do Sul, a receita apontada pelo governo está no planejamento estatal. “O Estado precisa exercer o seu papel de agente de planejamento e de indução ao desenvolvimento”, apontou em seu pronunciamento o vice-governador. Ou em outras palavras, ao Estado cabe o papel de direcionar os recursos e apoiar a diversificação econômica.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)