Cassilândia, Segunda-feira, 28 de Maio de 2018

Últimas Notícias

09/05/2008 11:31

Governo amplia prazo para vacinação do idoso

Agência Saúde

O Ministério da Saúde decidiu ampliar o prazo da Campanha Nacional de Vacinação do Idoso. O encerramento, previsto para hoje (09), se estenderá por mais uma semana, em todo o país. Com isso, os idosos têm até o dia 16 de maio para procurar os postos de vacinação. Aqueles que não podem se locomover devem fazer contato com a secretaria municipal de saúde solicitando a visita de uma equipe volante, que também percorrerá instituições de internação, tais como asilos e hospitais.

A prorrogação da Campanha se deve a problemas climáticos ocorridos em diversas regiões, que prejudicaram a locomoção do público alvo da vacina até os postos de saúde. Até o início da manhã de hoje, 9,7 milhões de pessoas com 60 anos ou mais já haviam sido imunizados, o equivalente a 60,2% dos mais de 13 milhões previstos. Este ano, a meta foi ampliada, de 70% para 80% da população nesta faixa etária. “Estamos confiantes de que alcançaremos ou até ultrapassaremos a meta, porque o resultado parcial para o dia é satisfatório, já que alguns municípios ainda não informaram quantos foram vacinados em suas áreas de abrangência”, explica a coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Marília Bulhões. Segundo ela, até agora, 29,1% dos municípios já atingiram a meta.

Em sua décima edição, a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso traz o slogan “Não deixe a gripe derrubar você. Vacine-se”. Os objetivos da vacinação são reduzir os casos de gripe, as complicações decorrentes dessa doença, as hospitalizações e os óbitos entre os idosos.

Estudos nacionais e internacionais mostram que a vacina contra influenza reduz mais de 50% das doenças relacionadas à gripe nos idosos vacinados e, no mínimo, 32% das hospitalizações por pneumonias. Além disso, estudos apontam que há queda de pelos menos 31% das mortes hospitalares por pneumonia e influenza (gripe) e de cerca de 50% das mortes hospitalares relacionadas às doenças respiratórias. Quanto aos óbitos entre idosos, por diversas causas, o percentual de queda varia entre 27% e 30%.

Para garantir a vacinação da população idosa do Brasil, o governo federal investiu R$ 150 milhões na realização dessa campanha, dos quais R$ 127 milhões aplicados na aquisição dos imunobiológicos, R$ 17 milhões transferidos para estados e municípios e R$ 5 milhões para apoiar a operacionalização da ação.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que em duas décadas o Brasil será o 6º país do mundo em população de idosos. Semelhante ao que acontece nas demais nações do mundo, a população brasileira está passando por um processo de envelhecimento rápido e intenso.

Um dos maiores desafios em relação à saúde da população com mais de 60 anos é a prevenção de enfermidades que interferem no desenvolvimento de suas atividades diárias, sendo a gripe uma das principais doenças.

Hoje, o crescimento do fluxo de viagens internacionais e da população com mais de 60 anos (mais vulnerável) facilitam a disseminação do vírus. Isso exige da política nacional de saúde estratégias adequadas, com atenção especial à ampliação das coberturas vacinais dos grupos de risco, às pesquisas e ao desenvolvimento de vacinas.

O esforço para a vacinação de idosos no Brasil conta com o apoio dos integrantes do Comitê de Divulgação e Mobilização da Campanha de Vacinação do Idoso. Participam do Comitê dezenas de parceiros, como os ministérios dos Transportes, Esportes, Trabalho, Defesa, Desenvolvimento Social e Ciência e Tecnologia, além da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Organização Pan-americana de Saúde.

Também integram o Comitê o Movimento das Donas de Casa e Consumidores, o Conselho Nacional dos Direitos do Idoso, a Sociedade Brasileira de Geriatria, a Santa Casa de São Paulo, a Federação dos Aposentados e Pensionistas do Distrito Federal, entre outros.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 28 de Maio de 2018
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)