Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/01/2007 15:31

Governo ameaça reduzir álcool na gasolina se preço subir

O ministro da Agricultura, Luís Carlos Guedes, informou hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou o acompanhamento atento do mercado para que, caso os preços do álcool subam "de forma descontrolada", o Cima (Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool) seja convocado a fim de rever o percentual do combustível misturado à gasolina, que hoje está em 23%.

"Se os preços crescerem excessivamente, obviamente o governo não ficará passivo", frisou Guedes, ao comentar que não há justificativa para aumentos substanciais do preço do álcool. O ministro não informou, no entanto, a partir de qual preço o governo mudará a mistura.

Os produtores de álcool esperavam que o governo elevasse o percentual misturado à gasolina para 25% agora em janeiro, o que foi descartado pelo ministro hoje, diante da recente alta dos preços do combustível.

Entretanto, apesar dos aumentos registrados desde dezembro, Guedes avaliou que o preço do produto (R$ 0,865 na usina para o álcool hidratado) ainda está abaixo do registrado no mesmo período de 2005. O ministro afirmou que a variação nesta época do ano --a entressafra na região Centro-Sul ocorre de dezembro a abril-- é natural, diante do aumento da demanda.

De acordo com Guedes, no último mês, essa demanda, que cresce normalmente 10% no período, chegou a subir mais de 13% em relação ao ano anterior devido principalmente ao aumento da frota de veículos bicombustíveis ("flex fuel"), às férias escolares e à crise nos aeroportos.

Para Guedes, os estoques atuais, de aproximadamente 5,2 bilhões de litros, são suficientes para abastecer o mercado, que consome de 1 bilhão a 1,1 bilhão de litros por mês, até o início da próxima safra, entre meados de abril e início de maio.

No Estado de São Paulo, maior consumidor de álcool do país, o aumento da demanda se explica porque o preço do produto é o equivalente a 53% do da gasolina --o que torna o álcool "extremamente favorável" na região, nas palavras do ministro.

Embora a situação do setor seja apresentada como normal por Guedes, o presidente Lula também trataria do assunto nesta sexta-feira com o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)