Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

29/02/2012 15:50

Governador quer convidar Dilma para inaugurar rodovia

Campo Grande News/ Wendell Reis

O governador André Puccinelli (PMDB) informou na manhã desta quarta-feira (29), durante evento na Governadoria, que solicitou R$ 23 milhões ao ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, para conclusão da rodovia MS-359, do trevo da BR-163, em Coxim, até a divisa com o estado de Goiás.

Ao falar da rodovia, o governador disse que convidará a presidente Dilma Rousseff (PT) para inaugurar a obra. “Pedimos a complementação de R$ 22,4 milhões, que termina a MS-359. São 233 quilômetros, com grama, com ponte, tudo. Ai , convidaríamos a presidenta para inaugurar uma obra que é muito grande”.

A MS-359 tem 233 quilômetros e o Governo do Estado só precisa concluir a primeira etapa urbana no município de Alcinópolis e a parte final, já na divisa com o estado de Goiás, no trecho intermediário. Puccinelli avalia que faltam 20 quilômetros para o término da rodovia.

O governador garantiu que não falou sobre a indicação do superintendente estadual do DNIT durante reunião com o ministro. “Não falo mais disso e volto a repetir: Quem afirmar que eu tive com o Zeca, José Luiz Vianna, na biblioteca do Senado, é mentiroso e sem vergonha”.

Polêmica no DNIT - No dia 9 de fevereiro, ao saber da suposta reunião entre Vianna - cotado para assumir o cargo por indicação do diretor-geral do DNIT, Jorge Fraxe - com a bancada de Puccinelli, o senador Delcídio Amaral (PT) e os deputados Antônio Carlos Biffi (PT) e Vander Loubet (PT) foram até Fraxe para denunciar o possível envolvimento político de Viana com o grupo do governador. Entretanto, Puccinelli negou que tenha se encontrado com Vianna.

A cúpula do Dnit foi punida com demissão em processo administrativo disciplinar no dia 2 de janeiro. Na ocasião, foram demitidos o superintendente, Marcelo Miranda, o chefe do Serviço de Engenharia, Guilherme Alcântara de Carvalho, e Carlos Roberto Milhorim, chefe do Dnit em Dourados. O Dnit está sob o comando interino do engenheiro Antônio Carlos Nogueira, desde a demissão de Marcelo Miranda, no início de janeiro.

O engenheiro Carlos Antônio Marcos Pascoal era o indicado da bancada federal de Mato Grosso do Sul para o cargo, mas sua posse foi suspensa depois que o Campo Grande News divulgou que ele passou por investigação no TCU (Tribunal de Contas da União). Pascoal é investigado por irregularidades em três contratos de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) na BR-163, divisa de Mato Grosso com o Pará. A investigação envolve recursos de R$ 500 milhões.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)