Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

05/05/2008 13:50

Governador faz reunião para fechar propostas de salários

Ângela Kempfer e Aline Santos - Campo Grande News

Não é a primeira vez que diz isso, mas até o final da semana, garante o governador André Puccinelli, deve chegar à Assembléia os seis projetos relacionados aos salários dos servidores públicos estaduais. Uma novidade é o impacto na folha do Estado, que no início das conversas sobre reajustes era previsto em R$ 11 milhões, mas já supera os R$ 18 milhões, diz Puccinelli.

“Isso é o bruto, agora quero ver qual será o impacto líquido com o reajuste”, explicou, dizendo que algumas compensações contábeis diminuirão o valor para casa dos R$ 15 milhões, como descontos do imposto de renda, por exemplo.

Após voltar de viagem aos Estados Unidos, na manhã de hoje, ele esteve reunido com secretários e equipes de técnicos para esmiuçar como ficou a proposta final que será encaminhada para votação, após negociações com categorias como a de policiais civis, servidores da administração e da saúde.

Mais um vez, Puccinelli disse que não acredita em impasses após a apresentação dos projetos. No dia 30 de abril, o Legislativo aprovou o reajuste linear de 3% para o funcionalismo, mas ainda falta o detalhamento para algumas categorias. Agora entrará em analise a segunda parte dessa negociação, com reposição salarial e mudanças na estrutura dos vencimentos dos servidores

O líder do governo, deputado Youssif Domingos (PMDB), já disse que os projetos devem ser aprovados até dia 15 de maio, para que o governo tenha tempo suficiente para a implantação das mudanças salariais na folha de pagamento de junho.

Após operação tartaruga e nova rodada de negociação, policiais civis aceitaram a proposta do governo, mas os militares ainda não formalizaram tal posição.

O sindicato que representa os praças da PM querem marcar ainda nesta segunda uma reunião com o presidente da Assembléia, Jerson Domingos, para garantir acesso as informações dos projetos, antes que entrem em pauta no Legislativo.

A PM já tem assegurado aumento linear este ano de 3%, e um abono de R$ 100, mas a pendência é a reivindicação pela equiparação dos salários nas mesmas funções.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)