Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/10/2014 16:29

Governador eleito de MS diz que secretariado terá perfil técnico

G1

Um dia após ser eleito com 55,34% dos votos válidos, o próximo governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), ainda não divulgou os nomes que vão compor o secretariado. Em entrevista ao G1 nesta segunda-feira (27), o tucano afirmou apenas que o quadro terá perfil técnico.

O peessedebista teve 741.516 votos, contra 598.461 votos, o equivalente a 44,66% para Delcídio do Amaral (PT). Sobre o primeiro escalão do governo, Azambuja disse que já tem alguns nomes e que vai buscar indicações de partidos aliados.

"Vamos trabalhar, a partir da semana que vem, na equipe de transição. Temos alguns nomes, que são de pessoas com perfil técnico. Vamos buscar também partidos aliados. Você precisa ter uma base de apoio na Assembleia Legislativa e vamos compor o governo com esses partidos", declarou.

Conforme Azambuja, a própria equipe de transição dos governos terá pessoas que vão ocupar espaço na próxima gestão.

"Agora vamos organizar. Ontem, o governador [André Puccinelli] me ligou para nós organizarmos a equipe de transição. Combinamos que, a partir da semana que vem, nós vamos ver as pessoas que vão compor essa equipe para trabalhar a transição de um governo para o outro", explicou.

Governo Federal

Reinaldo disse que, na próxima semana, terá reunião com a executiva nacional do PSDB em Brasília, onde será discutido, principalmente, o relacionamento com a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT).

Azambuja disse estar ciente das dificuldades do atual governo federal, pois, segundo ele, o país passa por um momento de recessão, mas acredita no bom relacionamento com a presidente.

"O governo federal tem que olhar o país como um todo e Mato Grosso do Sul é um estado importante, que tem umas demandas que dizem respeito ao governo federal, como questão do policiamento na fronteira, segurança na fronteira é algo que nós temos que compactuar com o governo federal. Essa questão da logística, temos aí as duas ferrovias, a duplicação das nossas BRs, o porto de Porto Murtinho, de Corumbá e Ladário que são obras estratégicas para o desenvolvimento do estado e que dependem do governo federal", ponderou.

Prioridades do plano de governo

Saúde, segurança pública e escola em tempo integral são as prioridades apontadas no plano de governo, segundo Azambuja. Mas ele alerta que, para cumprir as propostas para essas áreas, o governo terá que renunciar em outras.

"Você não tem dois dinheiros (sic), vamos ter que sacrificar alguns segmento, alguma obra de infraestrutura, para investir naquilo que a população nos elencou", afirmou.

Divisão do Brasil

Questionado sobre o resultado da eleição para presidente, em que Dilma Roussef foi reeleita com 51,64% dos votos válidos, Azambuja disse acreditar que ela terá um desafio pela frente.

"Primeiro unir o país, nós não podemos ter um país dividido em uma região contra a outra região, e você não governa colocando o cidadão de um lado e o outro de outro, pobres e ricos, produtor e índio de um lado. Nós temos que unir a todos, pelo desenvolvimento das questões sociais", disse referindo-se a concentração de votos de Dilma no Norte e Nordeste e de Aécio no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)