Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

19/10/2004 15:59

Goiás: Marconi fala do gasoduto Campo Grande-Goiânia

Agência Goiana de Comunicação

A chamada pública que deverá ser feita até o final deste ano para a viabilização do gasoduto passando por Goiás, foi considerada hoje pelo governador Marconi Perillo como uma grande vitória para o Estado, que terá à sua disposição essa fonte de energia a um custo mais barato, sobretudo para a indústria de transformação. O anúncio da chamada pública foi feito hoje pela ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, durante visita ao governador.

“Nós temos discutido com freqüência sobre a construção do gasoduto, de Campo Grande até Goiânia, depois até Brasília. Já estamos chegando à fase conclusiva, com a chamada pública que deverá ser feita até o final do ano”, explicou o governador. Ele adiantou que está estudando também a vinda do gás veicular, que vai atender aos veículos que transportam passageiros, táxis e microônibus.

Marconi disse que está discutindo com a ministra novos aproveitamentos hidrelétricos no Estado, além do programa Luz para Todos. É objetivo nosso chegarmos no final de 2006 com 100% de energia urbana e rural, com distribuição a todas as famílias que vivem em Goiás, disse o governador.

Goiás tem potencial hidrelétrico muito expressivo e o governador tem procurado agir como interlocutor entre os interesses do Ministério de Minas e Energia, da Aneel e o Governo Federal em si sobre as ações propostas pelo Ministério Público e as exigências da área ambiental.

“Muitas reuniões ocorreram no sentido de buscarmos um entendimento que possa chegar a um Termo de Ajustamento de Conduta para que projetos novos de aproveitamento energético possam ser viabilizados mais rapidamente, garantindo, depois do licenciamento ambiental, o estudo de impacto de bacias hidrográficas no período de um ano, se por ventura isso possa ser acordado, e, ao mesmo tempo, buscando um novo modelo para, após a construção dessas hidrelétricas, que são urgentes em função do aumento do consumo”, explicou Marconi.

Guerra Fiscal

O governador quer chegar a um denominador comum com a diretoria da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), para acabar definitivamente com a guerra fiscal. O governador Marconi Perillo está propondo "a paz fiscal, mas desde que os Estados emergentes, a exemplo de Goiás, possam continuar crescendo, se industrializando e gerando emprego e renda", afirmou

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)