Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

06/05/2009 20:14

Goiás: Incra e órgãos ambientais firmam termo

MDA

Representantes das superintendências do Incra de Goiás e do Distrito Federal e Entorno (respectivamente SR-04 e SR-28), dos ministérios Público Federal (MPF) e Estadual (MPGO), da Superintendência Regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama/GO) e da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) firmaram nesta quarta-feira (6), em Goiânia, Termo de Cooperação Técnica (TCT). O objetivo é regularizar a questão ambiental em assentamentos criados em Goiás até dezembro de 2007.

Uma das medidas estabelecidas pelo TCT foi a criação de um grupo de trabalho integrado por um representante e um suplente de cada um dos órgãos que participaram da reunião. Este grupo se reunirá um vez por mês e será o responsável pelo diagnóstico da situação social, econômica e ambiental dos assentamentos e por apontar as soluções possíveis para cada caso.

De forma geral, o termo de cooperação, que terá duração de dois anos, prevê o envolvimento dos participantes em ações que visem à implantação da gestão ambiental integrada e o desenvolvimento sustentável dos assentamentos do Incra em Goiás. O TCT também estabelece que sejam firmados outros atos interinstitucionais para potencializar a aplicação dos recursos destinados às ações de regularização ambiental dos assentamentos.

O termo de cooperação ainda orienta que as instituições trabalhem de forma articulada para agilizar a análise das solicitações e a concessão dos licenciamentos ambientais. Outra medida prevê a celebração de convênios interinstitucionais ou outras formas legais para diminuir os custos gerais das licenças.

Responsabilidades

A partir da assinatura do TCT, o Incra se compromete a criar assentamentos só depois que obtiver, de acordo com a legislação ambiental vigente, as Licenças Prévias (LP) e de Instalação e Operação (LIO). Cada uma das superintendências envolvidas no TCT terá 120 dias, contados após a publicação do Termo no Diário Oficial da União (D.O.U), para apresentar um plano de ação. Este documento deve conter as metas e as ações a serem desenvolvidas, os prazos e recursos necessários para obter o licenciamento e para realizar a regularização do passivo ambiental dos assentamentos de Goiás.

Conforme o termo de cooperação, o Ibama e a Semarh se comprometem, ainda, a priorizar a análise e a concessão da licença ambiental dos assentamentos. Os custos e procedimentos compatíveis ao licenciamento ambiental serão definidos pela Semarh.

Assinaturas

Assinaram o TCT os superintendentes do Incra de Goiás e do Distrito Federal, respectivamente Rogério Arantes e João Batista Ferreira dos Santos, os procuradores da República Aílton Benedito de Souza e Adrian Ferreira Ziembra, o promotor de Justiça do estado de Goiás Maurício José Nardini, o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Goiás, Roberto Gonçalves Freire, o procurador-geral do estado de Goiás, Norival de Castro Santomé, e o superintendente do Ibama/GO, Ary Soares dos Santos.

Atualmente, o Incra/GO tem 131 licenças ambientais requeridas, entre Licenças Prévias (LP) e de Instalação e Operação (LIO), e 77 expedidas. Possui, ainda, 150 assentamentos sem solicitação de LIO e 158 que estão dispensados de requerer LP, de acordo com a legislação vigente.

No caso das reservas legais, área de preservação exigida por lei nos assentamentos, existem 172 q

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)