Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/04/2009 18:55

Giroto visita Cassilândia e fala sobre obras do Cedro

Dalmo Curcio e Leonardo Leal/O Jornal

O secretário estadual de Obras e Transportes, Edson Giroto, visitou Cassilândia e foi neste sábado (25), até às imediações do Córrego do Cedro acompanhado do prefeito, vice-prefeito e vereadores para analisar o local e elaborar o projeto para a canalização e obras de urbanização do Córrego. Contudo, Giroto foi cauteloso em não querer criar uma falsa expectativa e afirmou que sua presença não significa o início da obra.



“Na verdade, nós viemos fazer a visita ao prefeito, vice e vereadores para começar a discutir o projeto do Córrego do Cedro. Está é a primeira etapa. A primeira coisa é o projeto. Existe um recurso no orçamento, este recurso não está liberado. É um recurso orçamentário. A segunda etapa é fazer um projeto para que nós possamos apresentar ao ministério e aprovando o projeto é que entra o governador com a bancada e com o trabalho todo para tentar ver se consegue liberar algum recurso”, disse Edson Giroto.



O secretário de Obras e Transportes ressaltou que o país passa por um momento de crise e que é necessário ser perseverante e trabalhar bastante. Ele acredita que Cassilândia tem uma situação privilegiada com um recurso no orçamento e que o esforço de todos é essencial.



“Nós não estamos aqui prometendo que vai fazer o córrego do Cédro. Nós estamos prometendo que, na situação em que se encontra hoje, nunca teve um recurso no orçamento carimbado específico para Cassilândia. Então é o início de um trabalho em que todos vão em busca para tentar conseguir”, afirmou Giroto.



Falsa expectativa – Ele ressaltou que sua visita é para começar a discutir o projeto que ainda depende de várias etapas. “Eu não quero criar uma falsa expectativa, senão as pessoas acham que minha presença já vai começar a obra amanhã, e não é assim. As coisas não assim na vida”, disse Giroto e acrescentou que, “eu acho que todos nós que somos homens públicos, temos que ter muito critério e muito cuidado com o que se fala.”



Sobre as etapas a serem cumpridas ele explicou que: “a segunda é o projeto, a terceira é a aprovação pelo ministério e a quarta é o convencimento dos Ministérios da Integração Nacional e do Planejamento, que são os ministros Geddel Vieira Lima e Paulo Bernardo para liberar algum recurso ainda neste ano.”



Entre as ações para a concretização do projeto está o empenho do secretário e da equipe do governador. “O que estamos fazendo é todo mundo, por determinação do governador que quer ajudar de fato Cassilândia, é colocar uma equipe para ajudar o prefeito e a Câmara para trabalhar. Eu quero me colocar como servidor da prefeitura para ajudar Cassilândia”, afirmou Girotto.



Em relação aos custos e a contrapartida do governo estadual. Giroto disse que hoje não consegue fazer a previsão de quanto vai se gastar na obra, mas que em 60 dias pode ter os valores e que vai divulgar para a imprensa. Ele ressaltou que a contrapartida necessária para a realização da obra está a cargo do governador.



“O governador vai dar, se for R$ 1 milhão, 2, 3, ou R$ 4 milhões. O que for preciso da contrapartida ao projeto o governo estadual dará. Isso vai desonerar a prefeitura. O governador mandou eu contratar o projeto e todo o dinheiro de contrapartida exigido pelo ministério de integração nacional será custeado pelo governo”, explicou Giroto.



O prefeito Carlos Augusto da Silva (Carlinhos do Trr - Dem) disse que, “a expectativa é a que sempre foi. Eu tenho certeza, não pode se criar falsa expectativa, mas como eu sou uma pessoa que tem muita fé. Eu tenho certeza que Cassilândia vai ser abençoada com esta obra.”



Ele ressaltou a importância da visita do secretário estadual de obras, Edson Girotto. “Ele é o braço direito do Puccinelli, um secretário que todo mundo admira pela sua fibra e está aí lutando sempre em prol do desenvolvimento do nosso estado e dos municípios”, disse Carlinhos e acrescentou que, “as desapropriações são poucas e que vai estar analisando com calma”.



Junior Mochi - O deputado Junior Mochi também acompanhou a visita do secretário às imediações do córrego do Cedro e disse que sua visita tem a finalidade de somar, de ajudar. “Aquilo que eu puder ser útil que eu puder ajudar eu vou fazer porque sei que Cassilândia precisa e é uma cidade importante no cenário Sulmatogrossense”.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)