Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/04/2015 15:12

Gesseiros acham carteira com R$ 400 e documentos e devolvem para dona

G1/MS
Isaías diz que ligou para várias pessoas até chegar à Elizângela (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)Isaías diz que ligou para várias pessoas até chegar à Elizângela (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)

Dois gesseiros encontraram na rua uma carteira com R$ 400 e documentos e devolveram para a dona em Campo Grande. Sensibilizada com o gesto de honestidade, a engenheira civil e servidora pública Elizângela Franco Vicari, 35 anos, deu recompensa para Isaías Lourenço, de 38 anos, e para o colega dele, mesmo sem eles terem pedido algo em troca da devolução.

"Vi que ainda tem pessoas boas pelo mundo", afirmou Elizângela, destacando que ofereceu R$ 300 para os gesseiros dividirem por iniciativa própria.

Tudo começou às 7h30 (de MS) de quarta-feira (8), quando Elizângela colocava os filhos no carro para levá-los à escola e o marido avisou que a carteira dela estava no capô do veículo. Ela não se atentou, saiu com o automóvel e só percebeu que estava sem o acessório quando falou com o esposo minutos depois. "Foi um descuido meu", disse.

A engenheira civil refez o caminho que já tinha percorrido e foi à escola dos filhos, mas não encontrou a carteira. Quando chegou ao trabalho, pediu ajuda nas redes sociais e, no fim da manhã, foi surpreendida por telefone. "Ele [gesseiro] disse: olha, dona, estamos com sua carteira, está tudo revirado, mas está tudo aqui, inclusive o dinheiro", contou Elizângela.

Lourenço relatou que estava com o colega e que os dois acharam o objeto no asfalto quando seguiam para o trabalho. Eles pegaram a carteira e procuraram o contato da dona.

Conforme Lourenço, na carteira não tinha o número do telefone de Elizângela, mas tinha de outras pessoas e assim eles conseguiram localizá-la.

A servidora pública foi até a obra onde os gesseiros trabalham, que fica na mesma rua do serviço dela, pegou o objeto, viu que nada havia sido retirado e deu R$ 300 para que os dois dividissem.

Lourenço disse que já encontrou celulares e devolveu. "Devolver o que encontro é uma atitude minha de livre e espontânea vontade. Já encontrei quatro celulares em anos diferentes, além de outras carteiras, e devolvi. Agora, no meu caso, já perdi celular e carteira e ninguém me devolveu", destacou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)