Cassilândia, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

Últimas Notícias

09/04/2015 15:12

Gesseiros acham carteira com R$ 400 e documentos e devolvem para dona

G1/MS
Isaías diz que ligou para várias pessoas até chegar à Elizângela (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)Isaías diz que ligou para várias pessoas até chegar à Elizângela (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)

Dois gesseiros encontraram na rua uma carteira com R$ 400 e documentos e devolveram para a dona em Campo Grande. Sensibilizada com o gesto de honestidade, a engenheira civil e servidora pública Elizângela Franco Vicari, 35 anos, deu recompensa para Isaías Lourenço, de 38 anos, e para o colega dele, mesmo sem eles terem pedido algo em troca da devolução.

"Vi que ainda tem pessoas boas pelo mundo", afirmou Elizângela, destacando que ofereceu R$ 300 para os gesseiros dividirem por iniciativa própria.

Tudo começou às 7h30 (de MS) de quarta-feira (8), quando Elizângela colocava os filhos no carro para levá-los à escola e o marido avisou que a carteira dela estava no capô do veículo. Ela não se atentou, saiu com o automóvel e só percebeu que estava sem o acessório quando falou com o esposo minutos depois. "Foi um descuido meu", disse.

A engenheira civil refez o caminho que já tinha percorrido e foi à escola dos filhos, mas não encontrou a carteira. Quando chegou ao trabalho, pediu ajuda nas redes sociais e, no fim da manhã, foi surpreendida por telefone. "Ele [gesseiro] disse: olha, dona, estamos com sua carteira, está tudo revirado, mas está tudo aqui, inclusive o dinheiro", contou Elizângela.

Lourenço relatou que estava com o colega e que os dois acharam o objeto no asfalto quando seguiam para o trabalho. Eles pegaram a carteira e procuraram o contato da dona.

Conforme Lourenço, na carteira não tinha o número do telefone de Elizângela, mas tinha de outras pessoas e assim eles conseguiram localizá-la.

A servidora pública foi até a obra onde os gesseiros trabalham, que fica na mesma rua do serviço dela, pegou o objeto, viu que nada havia sido retirado e deu R$ 300 para que os dois dividissem.

Lourenço disse que já encontrou celulares e devolveu. "Devolver o que encontro é uma atitude minha de livre e espontânea vontade. Já encontrei quatro celulares em anos diferentes, além de outras carteiras, e devolvi. Agora, no meu caso, já perdi celular e carteira e ninguém me devolveu", destacou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)