Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/11/2012 19:26

Gastos de prefeitos eleitos no interior variam de R$ 2,4 mil a R$ 1,3 milhão

Fabiano Arruda, Campo Grande News

Os prefeitos eleitos no interior de Mato Grosso do Sul este ano tiveram gastos que variaram de R$ 2,4 mil a R$ 1,3 milhão.

Ao todo, as despesas dos vencedores nas eleições às prefeituras de 78 municípios do Estado somaram R$ 14,9 milhões, segundo a prestação final de contas dos candidatos à Justiça Eleitoral, disponível no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A totalização dos gastos não inclui Campo Grande. Edson Giroto (PMDB) e Alcides Bernal (PP), que disputaram o segundo turno, ainda não fizeram a declaração dos gastos e têm até o dia 27 como prazo.

No entanto, levando em conta os gastos dos candidatos que disputaram o primeiro turno, Reinaldo Azambuja (PSDB), Vander Loubet (PT), Marcelo Bluma (PV) e Suél Ferranti (PSTU), os custos chegam a 10,1 milhões, pouco menos que o total de todo Estado.

Levando em conta apenas os gastos desses candidatos na Capital, o montante do custo da campanha para prefeito em Mato Grosso do Sul passa de R$ 25 milhões até agora.

Lista – Entre os gastos dos candidatos à Prefeitura no interior, o maior deles foi de Murilo Zauith (PSB), reeleito em Dourados: R$ 1.363.855,45.

Os vencedores nas disputas em Três Lagoas, Corumbá e Ponta Porã ficaram próximos. Márcia Moura (PMDB), reeleita na primeira cidade, investiu R$ 782 mil. Em Corumbá, Paulo Duarte (PT) informou despesa de R$ 781 mil em sua eleição. Já a campanha de Ludimar Novais (PPS), em Ponta Porã, demandou R$ 720 mil.

Entre os prefeitos que menos gastaram para se eleger, Francisco Vanderley Mota (PT) gastou R$ 2.420,00 enquanto Junior Vasconcelos (PSDB) declarou investimento de R$ 3.330,00 em Fátima do Sul.

Não declararam – Da lista dos 79 prefeitos de Mato Grosso do Sul a partir de 1º de janeiro de 2013, a lista de prestação de contas de quatro deles estava indisponível nesta quarta-feira, segundo o sistema do TSE.

São eles Luiz Antonio Milhorança (PSDB), conhecido como Luizão, que venceu em Angélica, Fauzi Suleiman (PMDB), reeleito em Aquidauana; Pedro Caravina (PSDB), vencedor em Bataguassu e Darcy Freire (PDT), em Douradina. Para eles, o mecanismo do Tribunal aponta a mensagem “Não foi encontrado nenhum resultado para esta pesquisa”.

Confira a lista dos maiores e menores gastos dos prefeitos eleitos em MS na eleição de 2012:

Campanhas mais caras

Murilo Zauith (PSB), Dourados - R$ 1.363.855,45
Márcia Moura (PMDB), Três Lagoas - R$ 782.029,79
Paulo Duarte (PT), Corumbá - R$ 781.077,07
Ludimar Novais (PPS), Ponta Porã - R$ 720.006,47
Leonel Lemos de Souza Brito (PT do B), Bonito - R$ 653.408,36
Waldeli Rosa (PR), Costa Rica - R$ 570.708,00
Doutor Maurilio Ferreira Azambuja (PMDB), Maracaju - R$ 507.443,75
Roberto Hashioka (PMDB), Nova Andradina – R$ 494.320,50
Adão Rolim (PR), São Gabriel do Oeste - R$ 430.793,55
Jose Garcia de Freitas, o Zé Braquiaria (PDT), Paranaíba –R$ 399.933,95

Mais baratas:

Francisco Vanderley Mota (PT), Pedro Gomes - R$ 2.420,00
Junior Vasconcelos (PSDB), Fátima do Sul - R$ 3.330,00
Jose Gomes Goulart, o Casé (PMDB), Sete Quedas - R$ 6.342,42
Wlademir De Souza Volk (PMDB), o Japão, em Dois Irmãos do Buriti - R$ 6.146,00
Marcelo Duailibi (DEM), Camapuã R$ 9.166,00
Silas José (PSDB), Água Clara - R$ 10.500,00

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)