Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/09/2016 08:20

Gás natural veicular é 50% mais econômico que o etanol em MS, diz pesquisa

Midiamax

O Gás Natural Veicular (GNV) segue competitivo em todo o País. Dos 16 estados que compõem o estudo da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), realizado na segunda quinzena de agosto, 14 registraram, para quem usa o GNV, uma economia igual ou superior a 50% ante o etanol. Mato Grosso do Sul é o estado da região Centro-Oeste onde a economia é a mais interessante, de 50%.

O maior grau de economia do GNV, ante o etanol, foi registrado no Rio de Janeiro com 62%. Outros três estados em que o GNV é extremamente competitivo na comparação com o etanol são Espírito Santo, Pernambuco e Santa Catarina — os três últimos com 60%.

Conforme a Abegás, Mato Grosso do Sul é o estado da região Centro-Oeste onde a economia proporcionada pelo GNV é a mais interessante. Ela chega a 44% em relação à gasolina e 50% em relação ao etanol. Para rodar 100 quilômetros com GNV, um motorista precisa de R$ 18 enquanto o mesmo percurso com gasolina demanda um desembolso de R$ 32 e com etanol, R$ 36. Quem roda 2.500 quilômetros por mês com GNV tem uma economia de R$ 350 ante o custo com o uso de gasolina e R$ 441 ante o custo com etanol. 

A metodologia da Abegás, que realiza o estudo desde outubro de 2015, calcula a relação do custo por quilômetro rodado a partir do consumo médio de cada combustível com base nos preços médios apurados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em todos os estados analisados, o GNV se mostrou pelo menos 39% mais econômico que os demais combustíveis líquidos. Esse índice foi registrado no Paraná, na comparação do GNV com os dois combustíveis líquidos.

“O GNV segue sendo uma alternativa muito competitiva, não só para táxis e frotas, mas também para motoristas particulares que rodam com mais intensidade. Por isso, é fundamental incentivar o gás natural no País, permitindo que mais pessoas possam se beneficiar dessa economia e dos ganhos ambientais que o GNV proporciona na redução de poluentes quando comparado aos combustíveis líquidos”, afirma Augusto Salomon, presidente executivo da Abegás.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)