Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/05/2016 16:30

Garotas de programa têm proteção jurídica e podem cobrar na Justiça pagamento

Midiamax

A Sexta Turma do STJ (Supremo Tribunal de Justiça) decidiu que profissionais do sexo têm direito a proteção jurídica e que podem cobrar em juízo o pagamento por seus serviços. A medida foi tomada na última terça-feira (17), depois da instituição conceder habeas corpus a uma garota de programa que foi acusada de roubo.

Ela foi acusada de roubo por tomar à força um cordão folheado a ouro de seu cliente, que se recusava a pagar pelo sexo. Os ministros concluíram que o ato não caracterizou roubo. O relator do habeas corpus, ministro Rogerio Schietti Cruz, afirma que não se pode negar proteção jurídica a garotas de programa, desde que o serviço seja de sua vontade e que não envolva vulneráveis.

“Não se pode negar proteção jurídica àqueles que oferecem serviços de cunho sexual em troca de remuneração, desde que, evidentemente, essa troca de interesses não envolva incapazes, menores de 18 anos e pessoas de algum modo vulneráveis e desde que o ato sexual seja decorrente de livre disposição da vontade dos participantes”, aponta o ministro.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)