Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

19/06/2011 07:36

Ganso e Neymar entram na corrente de fé por Lucas

Camila Galvez, Diário do Grande ABC
DivulgaçãoDivulgação

Às vésperas do transplante de medula óssea, o estudante de Ribeirão Pires Lucas Guizzardi, 10 anos, ganhou dois nomes de peso na torcida por sua vida. Os jogadores do Santos Futebol Clube Paulo Henrique Ganso e Neymar, literalmente, vestiram a camisa da campanha, em um emocionante encontro entre o menino e seus ídolos, ontem pela manhã.

A convite do Diário, Lucas visitou o Centro de Treinamento do Santos, na Baixada Santista, para assistir ao treino da equipe, que disputa na quarta-feira a final da Copa Libertadores da América.

Lucas tem leucemia linfoide aguda desde os 5 anos. Só o transplante pode salvá-lo, mas a chance de achar um doador é de uma a cada 100 mil. Lucas conseguiu o seu há uma semana, e agora aguarda a data do procedimento.

O dia mais feliz de sua vida, como ele mesmo definiu, começou cedo: às 7h30, ele, a mãe Rosimar, 36, e a irmã Rosiane, 15, embarcaram rumo a Santos. Lucas se preparou para o grande momento: vestiu camisa, short, meião e chuteira do Santos. \"Se o Ganso e o Neymar me derem um pouquinho do sangue deles, posso jogar bola igual\", sonhou.

No CT, Lucas grudou na grade que separa o campo da área dos convidados. Seus olhos ficaram atentos a cada jogada de seu ídolo, Ganso, que se recupera de lesão no joelho. Será que o jogador aguenta disputar a final, Lucas? \"Ele está meio machucado, mas consegue\", cravou o menino, sem tirar os olhos do campo.

O treino chegou ao fim e também a espera. Com o goleiro mirim Bernardo Aquino, 10, filho do goleiro reserva Aranha, Lucas entrou no gramado. Antes de conversar com os jogadores, bateu bola e fez um gol. A mãe se emocionou. \"Ele está muito feliz.\"

PRESENTES
Lucas levou com ele duas camisas da campanha de cadastro de doadores de medula. Ganso e Neymar foram os presenteados. \"O carinho dele é uma honra para mim. Agora você vai ficar mais forte para enfrentar o transplante, né Lucas?\", perguntou Ganso. O menino fez que sim com a cabeça.

Nesse momento, Bernardo entregou para Lucas as luvas usadas por Aranha-pai no treino. O menino não largou mais o presente. \"Meu coração está disparado. Esse momento vai ficar para sempre na memória do Lucas e ajudá-lo a enfrentar o transplante\", disse Rosimar.

A irmã de Lucas, que é corintiana, resolveu torcer para o Santos na final de quarta-feira. \"Agora que conheço o time é mais legal\", garantiu.

Neymar ainda levou Lucas ao vestiário, onde vários jogadores autografaram a camisa do menino.

Na volta para casa, por volta das 13h, bateu o cansaço e Lucas tirou uma soneca durante a subida da serra. No sonho, tinha uma nova medula e um futuro brilhante como jogador.

PRIMA DE ARANHA PASSOU POR TRANSPLANTE

O goleiro reserva do Santos, Aranha, conhece bem o momento vivido pela família de Lucas Guizzardi. Uma prima do jogador também teve de fazer o transplante quando era criança, por causa de leucemia. \"Hoje ela está muito bem, é casada e tem filhos\", garantiu Aranha.

Ele lembrou ainda que o apoio dos familiares é essencial em momentos como esse. \"Sorte é uma coisa estranha para se desejar. Ele precisa de muito amor e fé\", afirmou o goleiro.

A família de Aranha sensibilizou-se pela causa do menino. A mulher Juliana Aquino perguntou para Lucas o que ele estava precisando. \"Um notebook\", disse ele, de bate-pronto.

O computador com internet será a única companhia de Lucas durante a internação pós-transplante, que deve durar pelo menos dois meses. Juliana não hesitou: \"Vou mandar um para você\", prometeu.

Ela e Aranha têm três filhos. \"Não tem como não ficar tocada pela história de luta e superação do Lucas. É muito bonito de se ver. De coração, desejo que dê tudo certo para ele\", disse.

Lucas também fez amizade com dois dos filhos de Juliana, os gêmeos Vitória e Bernardo Aquino. \"Criança se entende. Eles sabem como é ter um ídolo e gostam de compartilhar esse momento\", comentou Juliana.

ESPERA
O dia foi de festa para a família, mas Rosimar Guizzardi, 36, mãe de Lucas, agora volta a ficar de ouvido no telefone. Ela espera o contato da equipe do Hospital das Clínicas, onde deverá ser realizado o transplante, para agendar a data do procedimento. A previsão é de que ocorra em até um mês. \"Tem que ser logo, pois é agora que o Lucas está bem de saúde. A médica diz que isso pode aumentar as chances dele\", afirmou a mãe de Lucas.

Agora ele só quer saber de uma coisa: continuar bem para ser jogador de futebol. \"Gostei muito de conhecer o Santos. Um dia quero jogar aqui e ver a torcida.\" Mas antes a torcida é pela vida.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Sexta, 17 de Fevereiro de 2017
20:33
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)