Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

16/04/2005 07:21

Futebol: Confira como foi o jogo Brasil e Equador

CBFNews

O Brasil goleou o Equador por 4 a 1 nesta sexta-feira, em Maracaibo, e vai em busca do seu sétimo título no Sul-Americano Sub-17 no jogo de domingo contra o Uruguai, em Maracaibo, às 20h30 (horário de Brasília). O resultado assegurou também a vaga da Seleção Brasileira no Mundial do Peru, ao lado do Uruguai, que na preliminar derrotou a Colômbia por 1 a 0. O Campeonato Mundial Sub-17 de 2005 do Peru será disputado de 16 de setembro a 2 de outubro.

Ramon, com dois belos gols, Igor e Ânderson marcaram na viória do Brasil, que havia goleado o Equador por 5 a 1 na primeira fase do Sul-Americano.

Dificuldade e belo gol no primeiro tempo

A Seleção Brasileira deu a impressão de que não encontraria dificuldade na partida. Com menos de um minuto, Igor teve a chance e quase abriu o marcador. Mas logo o panorama do jogo se alterou, em virtude do eficiente esquema defensivo montado pelo adversário a partir do meio-campo.

O time equatoriano fazia um forte bloqueio na frente da sua área, conseguia marcar com seguranças as tentativas pelas laterais, o que é um ponto forte da Seleção Brasileira, e com isso não permitia que os jogadores brasileiros fizessem prevalecer o seu melhor toque de bola - muito marcados, acabavam errando a maioria dos passes e sendo desarmados nas tentativas de dribles.

O Brasil tinha o domínio do jogo, mas não conseguia traduzir a superioridade em lances de perigo. Com isso, o Equador, que entrou nitidamente para se defender, passou também a buscar o ataque, mas igualmente sem ameçar com uma chance real para fazer seu gol.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Brasil conseguiu forçar um pouco mais. Aos 43 minutos, Igor girou bem dentro da área, chutou forte, mas goleiro Mendoza evitou gol com boa defesa. No minuto seguinte, a criatividade do jogador brasileiro apareceu com Ramon para pôr o time em vantagem. Ele avançou com a bola dominada, passou em meio a quatro adversários e chutou forte no cando direito, para fazer 1 a 0.

No segundo tempo, os 4 a 1, com outro bonito gol

O Equador, no segundo tempo, abandonou o seu rígido sistema defensivo, pois só a vitória o manteria com alguma chance de ficar com uma das duas vagas para o Mundial do Peru.

Na busca do gol do empate, o time equatoriano passou a conceder espaços que anunciavam uma derrota mais do que previsível. Espaços que a Seleção Brasileira, com sua maior categoria, soube muito bem aproveitar e transformar em gols como aconteceu logo aos 9 minutos: Ânderson cobrou falta do lado direito do ataque e Igor apareceu no meio da área para desviar com uma cabeçada: 2 a 0.

O caminho para a goleada estava aberto. Ainda mais que no jogo começaram a aparecer os lances individuais dos jogadores do Brasil, levando seguidamente vantagem sobre os adversários, que já não conseguiam mais marcar com a mesma aplicação.

Aos 14 minutos, outra vez com Ramon, uma demonstração de categoria terminou em gol. O meia recebu dentro da área, driblou três e chutou - agora com o pé esquerdo - longe do alcance do goleiro para fazer 3 a 0.

O quarto gol não demorou. Dois minutos depois, Kerlon cobrou falta, Igor desviou e o goleiro falhou, soltando a bola, do que Ânderson se aproveitou para, com rapidez, completar para o gol.

A essa altura, com a vitória e a vaga para o Mundial asseguradas, a Seleção Brasileira relaxou um pouco na marcação - em um lance de desatenção, o Equador chegou ao seu gol, com um chute de Villacís, de fora da área.

O técnico Nélson Rodrigues aproveitou para poupar Marcelo, que teve a sua escalação ameaçada, e pôs Tássio no jogo. Renato entrou no lugar de Ramon e Maurício no de Roberto. O time ainda teve chance de ampliar a vitória, mas o placar ficou mesmo nos 4 a 1, mais do que suficientes para credenciar o Brasil, que terá a vantagem do empate pelo saldo de gols, na final de domingo contra o Uruguai.

A Seleção Brasileira jogou com Felipe (Santos), Leyrielton (Goiás), Sidnei (Internacional), Samuel (Atlético Mineiro) e Marcelo (Fluminense), depois Tássio (Vitória); Roberto (Guarani), depois Maurício (Corinhians), Denílson (São Paulo), Ramon (Atlético Mineiro), depois Renato (Flamengo) e Kerlon (Cruzeiro); Ânderson (Grêmio) e Igor (Corinthians).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)