Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/12/2012 06:55

Futebol: ano bom para o futebol paulista

Álvaro Neto, Federação Paulista de Futebol

No ano de 2012, o futebol paulista reeditou um capítulo vitorioso de sua história, com cada um dos grandes clubes de São Paulo conquistando ao menos uma competição. A última e única vez em que um desempenho tão marcante aconteceu foi em 1998, há 14 anos.

Naquela ocasião, Corinthians, Santos, Palmeiras e São Paulo comemoraram pelo menos um título na temporada. O time do Parque São Jorge, campeão da Libertadores e do Mundial neste ano, venceu o Brasileiro em 1998; os santistas, campeões do Paulista e da Recopa nesta temporada, conquistaram a Copa Conmebol há 14 anos; os palmeirenses repetiram a conquista da Copa do Brasil e ainda ganharam a Copa Mercosul em 1998; enquanto os são-paulinos que ganharam o estadual em 1998, ficaram com a Copa Sul-Americana em 2012.

Antagonismo santista

Primeiro time a comemorar uma conquista neste ano, o Santos viveu um bom 2012, em seu centenário. Após superar o Guarani na decisão, ficou com o título do Campeonato Paulista pela terceira vez consecutiva, além de derrotar o Universidad de Chile e conquistar a Recopa Sul-Americana. Já há 14 anos, o Santos do técnico Emerson Leão venceu a Copa Conmebol, em meio a uma verdadeira guerra contra o time do Rosário Central. As conquistas marcam momentos diferentes, pois naquela época, o time vivia um jejum de títulos, enquanto agora, se acostumou a comemorar e nos últimos três anos conquistou seis títulos.

Um dos personagens principais daquela conquista, o goleiro Zetti falou sobre a final dramática vencida pelo time da Vila Belmiro. “Tivemos problemas para sair do ônibus. A polícia acabou atirando pro alto para dispersar a torcida e quase não conseguimos chegar aos vestiários. Entramos em campo atrasados. Tínhamos vencido o jogo de ida por 1 a 0, com gol do Claudiomiro. Na volta, o Narciso foi caçado em campo, mas ele fez uma das melhores partidas dele com a camisa do Santos. Eu tive uma boa partida também”, declarou o arqueiro santista.

Zetti exaltou o valor dessa conquista. “A importância para quem participou daquele jogo e ganhou aquele título foi enorme. Quem viveu aquelas dificuldades, sabe o que foi. Me jogaram um rádio nas costas. Tudo o que passamos valorizou demais aquela conquista” concluiu.

Títulos e rebaixamento

Na atual temporada, o Palmeiras começou bem o ano, com a conquista do título da Copa do Brasil, ao vencer o time do Coritiba. A equipe paulista, comandada pelo técnico Luis Felipe Scolari, acabou focando seus esforços na competição em que se sagrou campeã e ficou numa situação difícil na competição nacional. Ao final do ano, o Palmeiras seria rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro.

A situação do time alviverde era bem mais tranquila em 1998. O Palmeiras venceu dois títulos naquele ano em cima do rival Cruzeiro. A equipe paulista vivia um bom momento e, por coincidência, também era comandada por Felipão. O time do Parque Antártica levou a melhor sobre o time mineiro na Copa do Brasil a na Copa Mercosul.

Um dos heróis das duas conquistas do Palmeiras naquele ano, com gols marcados em momentos decisivos, Oséas relembra o time que deu muitas alegrias a sua torcida. “Aquele elenco era muito bom, unido, e muito forte. Nós tínhamos um treinador excelente, que era o Felipão. Jogadores técnicos, como o Alex e o Zinho e também altos e de força, como o Cléber e o Galeano. Ensaiávamos à exaustão as jogadas de bola parada e tínhamos o Júnior na lateral esquerda, que era excelente”, relembrou o atacante.

Títulos e revelações milionárias

O time do São Paulo reencontrou o bom futebol no segundo semestre de 2012. Com a chegada do técnico Ney Franco e boas atuações do elenco comandado por Lucas, o time do Morumbi chegou ao título da Copa Sul-Americana. No final da década de 90, o tricolor venceu seu arquirrival, o Corinthians, nas finais do Campeonato Paulista, sagrando-se como campeão.

Entre as duas conquistas, há a peculiaridade da presença de jogadores da base tricolor que despontariam para o futebol Europeu. Daquele time de 98, Denílson seria vendido ao Bétis da Espanha por cerca de 30 milhões de euros, um recorde para a época, enquanto do time de 2012, Lucas se transferiu ao PSG da França por 43 milhões de euros, estabelecendo um novo recorde.

Jogador com história na Portuguesa, o volante Capitão falou sobre o grupo são- paulino de 1998. “Fizemos uma campanha maravilhosa. Foi meu primeiro título paulista. Nosso time era excelente, de alto nível, com jogadores rápidos e habilidosos, com força de marcação e um conjunto muito forte. Tínhamos jogadores como Raí, Aristizábal, França, Denílson... enfrentávamos os adversários e víamos o respeito que tinham. Íamos para dentro de campo respeitando o adversário também, mas sabendo que podíamos ganhar”, declarou Capitão.

Bi brasileiro e ano perfeito

O Corinthians tem grandes motivos para comemorar em 2012. Com 102 anos de história, a equipe de Parque São Jorge conquistou pela primeira vez a Copa Libertadores da América, um desejo antigo da torcida. Para melhorar, a conquista do Mundial de Clubes da FIFA fechou o ano corintiano em grande estilo. Há 14 anos, o time do Corinthians também vivia um momento feliz em 1998.

Quem relembra a conquista do Campeonato Brasileiro do Corinthians é o volante Vampeta. “Foi o meu primeiro título nacional. O segundo do Corinthians. Tivemos jogos muito difíceis, mas também uma sequência muito vitoriosa do time do Corinthians. Nós tínhamos o Gamarra na nossa zaga, que dispensa comentários. O meio de campo que formamos: eu, o Marcelo (Marcelinho Carioca), o Ricardo (Ricardinho), o Rincón... vai ficar para história do Corinthians. Na frente, tínhamos o Edílson e o Mirandinha”.

Vampeta fala da evolução daquele Corinthians, que chegou ao primeiro título mundial em 2000 e traça um paralelo com o time atual. “Nosso time foi ficando cada vez melhor com o tempo. No ano seguinte chegou o Dida, chegou o Luizão, que foi um dos melhores centroavantes que o Corinthians já teve. E a base desse time chegou ao título mundial de 2000. É uma pena que o Gamarra não tenha disputado o mundial conosco, porque foi o melhor Corinthians que já vi” concluiu o ex-volante.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)