Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/09/2009 09:25

Furto de gado preocupa pecuaristas; em 6 meses 42 casos

Fernanda Mathias,, Campo Grande News

O furto e roubo de gado em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul gera preocupação entre ruralistas. Segundo notícia do informe do Sindicato Rural de Campo Grande, com base em dados da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, são 42 registros de abiegato de janeiro a junho deste ano.

“É corrente entre pecuaristas que a incidência tem aumentado”, informa. Muitos pecuaristas, porém, acabam não registrando boletim de ocorrência e não gostam sequer de falar no assunto.

Recentemente policiais civis de Ribas do Rio Pardo e o Garras(Grupo Armando de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros) prenderam uma quadrilha especializada em furtar gado. De janeiro a agosto pelo menos 500 animais foram retirados de uma propriedade, ocasionando prejuízo ao produtor rural de pelo menos R$ 500 mil.

No dia 5 de setembro houve um caso de roubo em uma fazenda de Paranaíba, onde o funcionário foi rendido e trancado em um quarto, enquanto os ladrões enchiam uma carreta com gado.

A reportagem do Informe Agropecuário cita o caso de uma pecuarista que teve 135 cabeças furtadas de sua propriedade e foi incentivada pela Polícia a mobilizar a classe e instituições para conter os furtos.

“Não há infra-estrutura e tão pouco interesse em investigar o abiegato. Mato Grosso do Sul é um estado agropecuário e não tem delegacia especializada para combater este tipo de crime”, reclamou.

O delegado do Garras, Ivan Barreira, recomenda que a contagem de animais seja sempre atualizada e lembra que muitas vezes o furto só é notado de 30 a 60 dias após sua ocorrência.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)