Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

22/01/2006 06:53

Fundeb e Super-Receita serão votados na Câmara Federal

Agência Câmara

As votações no Plenário da Câmara serão retomadas na próxima terça-feira (24), às 16 horas. O destaque da pauta é o substitutivo da comissão especial que analisou a criação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
Também na terça-feira, às 10 horas, haverá reunião de líderes no gabinete da Presidência para definir os demais itens que serão votados ao longo da semana. Uma das prioridades é o Projeto de Lei 6272/05, do Poder Executivo, que cria a Receita Federal do Brasil, conhecida como Super-Receita, para unificar a arrecadação dos tributos da União. Já existe acordo das bancadas para que ele seja votado na quarta-feira (25).

Incentivo à Educação
O substitutivo do Fundeb é o terceiro item da pauta de terça-feira. O texto reúne sugestões das propostas de emenda à Constituição (PECs) 415/05, 216/03 e 536/97.
Se for aprovado, o Fundeb substituirá o atual Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). O novo fundo vai vigorar por 14 anos e a sua implantação será gradual.
Segundo o texto da comissão especial, as verbas da União para o Fundeb serão de R$ 2 bilhões no primeiro ano, R$ 2,85 bilhões no segundo, R$ 3,7 bilhões no terceiro e R$ 4,5 bilhões a partir do quarto ano.

Super-Receita
Está na pauta de terça-feira o requerimento do líder do PT, deputado Henrique Fontana (RS), pela tramitação em regime de urgência do projeto que cria a Super-Receita. Há acordo para que o requerimento seja aprovado e a matéria votada na quarta-feira.
Para o relator-geral do Orçamento 2006, deputado Carlito Merss (PT-SC), a Super-Receita chega com um atraso de pelo menos 15 anos. "Temos hoje cadastros separados da Receita Federal e da Receita Previdenciária, quando sabemos que o déficit da Previdência é coberto pelo Tesouro", comentou.
No entanto, a criação da Super-Receita causou polêmica quando tramitou na Câmara como medida provisória. O PFL já declarou que vota contra o projeto. O líder da Minoria, deputado José Carlos Aleluia (PFL-BA), reclama da precipitação na votação da Super-Receita. "O projeto não teve o debate necessário com as pessoas interessadas, nem leva em conta o interesse do contribuinte", criticou.
A proposta já recebeu 137 emendas. Algumas regulam a situação dos servidores do novo órgão e outras criam um novo programa de refinanciamento das dívidas das empresas e dos estados com o Fisco e a Previdência.

Interesse ambiental
O primeiro item da pauta de terça-feira é o Projeto de Lei 4186/04, do Poder Executivo, que amplia os limites do Parque Nacional de Brasília dos atuais 30 mil hectares para 41,8 mil. A matéria tramita em regime de urgência.
A bancada do Distrito Federal quer a aprovação do projeto na forma do substitutivo da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que retira do atual perímetro do parque uma área onde o governo local pretende implantar a Cidade Digital - um setor destinado a receber empresas de informática e um centro de tecnologia do Banco do Brasil. Em contrapartida, são acrescentados aos limites do parque terras vizinhas que permitem a ampliação da área de preservação ambiental.

Forças estrangeiras
O item seguinte da pauta é a discussão do Projeto de Lei Complementar (PLP) 276/02, do Poder Executivo, que tramita em regime de prioridade. O texto determina os casos em que forças estrangeiras podem, independentemente de autorização do Congresso, transitar pelo território nacional ou nele permanecer temporariamente.
De acordo com o substitutivo da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), o Ministério da Defesa autorizará o trânsito ou a permanência temporária no Brasil de tropas, navios, aeronaves e viaturas de nações amigas, desde que elas estejam em missões pacíficas (como programas de adestramento, visitas de autoridades e missões humanitárias e de busca e salvamento).


Reportagem - João Pitella Junior e Daniele Lessa
Edição - Francisco Brandão

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
Sexta, 25 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)