Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/01/2006 06:53

Fundeb e Super-Receita serão votados na Câmara Federal

Agência Câmara

As votações no Plenário da Câmara serão retomadas na próxima terça-feira (24), às 16 horas. O destaque da pauta é o substitutivo da comissão especial que analisou a criação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
Também na terça-feira, às 10 horas, haverá reunião de líderes no gabinete da Presidência para definir os demais itens que serão votados ao longo da semana. Uma das prioridades é o Projeto de Lei 6272/05, do Poder Executivo, que cria a Receita Federal do Brasil, conhecida como Super-Receita, para unificar a arrecadação dos tributos da União. Já existe acordo das bancadas para que ele seja votado na quarta-feira (25).

Incentivo à Educação
O substitutivo do Fundeb é o terceiro item da pauta de terça-feira. O texto reúne sugestões das propostas de emenda à Constituição (PECs) 415/05, 216/03 e 536/97.
Se for aprovado, o Fundeb substituirá o atual Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). O novo fundo vai vigorar por 14 anos e a sua implantação será gradual.
Segundo o texto da comissão especial, as verbas da União para o Fundeb serão de R$ 2 bilhões no primeiro ano, R$ 2,85 bilhões no segundo, R$ 3,7 bilhões no terceiro e R$ 4,5 bilhões a partir do quarto ano.

Super-Receita
Está na pauta de terça-feira o requerimento do líder do PT, deputado Henrique Fontana (RS), pela tramitação em regime de urgência do projeto que cria a Super-Receita. Há acordo para que o requerimento seja aprovado e a matéria votada na quarta-feira.
Para o relator-geral do Orçamento 2006, deputado Carlito Merss (PT-SC), a Super-Receita chega com um atraso de pelo menos 15 anos. "Temos hoje cadastros separados da Receita Federal e da Receita Previdenciária, quando sabemos que o déficit da Previdência é coberto pelo Tesouro", comentou.
No entanto, a criação da Super-Receita causou polêmica quando tramitou na Câmara como medida provisória. O PFL já declarou que vota contra o projeto. O líder da Minoria, deputado José Carlos Aleluia (PFL-BA), reclama da precipitação na votação da Super-Receita. "O projeto não teve o debate necessário com as pessoas interessadas, nem leva em conta o interesse do contribuinte", criticou.
A proposta já recebeu 137 emendas. Algumas regulam a situação dos servidores do novo órgão e outras criam um novo programa de refinanciamento das dívidas das empresas e dos estados com o Fisco e a Previdência.

Interesse ambiental
O primeiro item da pauta de terça-feira é o Projeto de Lei 4186/04, do Poder Executivo, que amplia os limites do Parque Nacional de Brasília dos atuais 30 mil hectares para 41,8 mil. A matéria tramita em regime de urgência.
A bancada do Distrito Federal quer a aprovação do projeto na forma do substitutivo da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que retira do atual perímetro do parque uma área onde o governo local pretende implantar a Cidade Digital - um setor destinado a receber empresas de informática e um centro de tecnologia do Banco do Brasil. Em contrapartida, são acrescentados aos limites do parque terras vizinhas que permitem a ampliação da área de preservação ambiental.

Forças estrangeiras
O item seguinte da pauta é a discussão do Projeto de Lei Complementar (PLP) 276/02, do Poder Executivo, que tramita em regime de prioridade. O texto determina os casos em que forças estrangeiras podem, independentemente de autorização do Congresso, transitar pelo território nacional ou nele permanecer temporariamente.
De acordo com o substitutivo da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), o Ministério da Defesa autorizará o trânsito ou a permanência temporária no Brasil de tropas, navios, aeronaves e viaturas de nações amigas, desde que elas estejam em missões pacíficas (como programas de adestramento, visitas de autoridades e missões humanitárias e de busca e salvamento).


Reportagem - João Pitella Junior e Daniele Lessa
Edição - Francisco Brandão

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)