Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/06/2012 08:16

Fundação Grupo Boticário participa da Rio +20 e promove eventos paralelos

Assessoria de Imprensa do Boticário

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza estará presente na Convenção das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que acontece entre os dias 13 e 22 de junho. Representantes da instituição participarão como observadores, acompanhando as principais discussões.

A instituição também promoverá dois eventos paralelos, nos dias 19 e 21 de junho, para discutir questões relacionadas ao pagamento por serviços ambientais (PSA), tema que possui uma estreita relação com a Rio+20 em seu conceito de Economia Verde.

No evento do dia 19, será divulgada a expansão do Projeto Oásis, iniciativa pioneira de PSA lançada em 2006 pela Fundação Grupo Boticário e que agora ganhará escala nacional. O Projeto Oásis tem como objetivo estimular a conservação de áreas de vegetação nativa e sua biodiversidade, a produção de água, a adoção de boas práticas de conservação e uso do solo, e o incremento de renda de proprietários de terras de diferentes regiões do país, por meio da implantação de um mecanismo de PSA.

“A Fundação Grupo Boticário destacará na Rio+20 que conservação da natureza e desenvolvimento financeiro-econômico podem e devem ser aliados, e que o PSA é uma alternativa viável. Um exemplo prático e bem-sucedido disso é o Projeto Oásis e, por isso, a Fundação trabalha para que o projeto seja expandido a municípios de todas as regiões do Brasil”, afirma a diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.

Na Rio+20

Na terça-feira (19/06, das 9h30 às 11 h), acontecerá no Rio Centro (sala T9) a mesa-redonda “Arranjos institucionais para projetos de Pagamento por Serviços Ambientais na América Latina e no Brasil”. Ede Jorge Ijjásvz Vásquez, do Banco Mundial, apresentará uma visão geral da ferramenta de PSA.

Além disso, Malu Nunes, diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, mostrará o Projeto Oásis como um modelo de sucesso de PSA no Brasil que envolve diversos stakeholders desde 2006. Alguns desses parceiros também farão apresentações: Luciano Badini falará em nome do Ministério Público de Minas Gerais, representando o poder público; e Patricia Mussi, do Instituto Credit Suisse Hedging-Griffo, discorrerá sobre o apoio por meio do investimento social privado. Neste evento, também acontecerá o lançamento oficial da expansão nacional do Projeto Oásis Brasil.

A outra mesa-redonda acontece na quinta-feira (21/06, das 17h30 às 19h30), e será realizada no espaço Fundação Ford, localizado na Cúpula dos Povos – ambiente oficial da Rio+20 destinado à sociedade civil global. O tema deste evento paralelo será “Valoração dos Serviços Ambientais e os Resultados para a Sociedade”. A proposta é discutir diversos métodos para valoração dos serviços ambientais a partir da experiência dos palestrantes em diversas regiões.

O consultor Carlos Eduardo Young (Universidade Federal do Rio de Janeiro), que atuou na construção da fórmula de cálculo do Projeto Oásis, falará sobre os métodos de valoração dos serviços ambientais, sobre os princípios ao redor da economia verde e da premiação pela manutenção dos serviços ambientais. Antonio Tafuri (Ministério do Meio Ambiente) discorrerá sobre as políticas públicas de PSA, marco legal e iniciativas do governo executivo sobre o tema. Cristina Chiodi (Ministério Público de Minas Gerais) falará sobre como iniciativas de PSA podem auxiliar o Ministério Público. André Ferretti (Fundação Grupo Boticário) apresentará os resultados e caminhos do Projeto Oásis.

Sobre o Projeto Oásis

O Projeto Oásis existe desde 2006 e é uma iniciativa de pagamento por serviços ambientais (PSA) no Brasil, desenvolvido pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza para premiar financeiramente proprietários que conservam suas áreas naturais e de mananciais, e que adotam práticas conservacionistas de uso do solo, contribuindo para a manutenção de áreas naturais e para a qualidade da água. Atualmente, está implantado em São Paulo (SP), Apucarana (PR) e São Bento do Sul (SC), totalizando 226 proprietários contratados e mais de 2 mil hectares de áreas naturais protegidas. Além disso, está em fase de desenvolvimento em Brumadinho (MG).

A Fundação Grupo Boticário também desenvolveu um novo modelo PSA, que está sendo lançado neste mês de junho. “Nosso objetivo é que o Projeto Oásis ganhe escala nacional e, por isso, foi criado esse novo modelo que tem como diferencial a possibilidade de ser configurável a qualquer município do Brasil”, explica a diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.

A nova metodologia contempla uma fórmula de cálculo padrão para a valoração ambiental das propriedades. Porém, essa fórmula pode ser configurada a diferentes realidades, pois leva em consideração a área de implantação, ecossistemas abrangidos, características social e econômica dos atores envolvidos, expectativas dos compradores do serviço ambiental e/ou financiadores do projeto, além das questões pertinentes ao executor do projeto.

Além de uma nova fórmula de cálculo, foi desenvolvido um sistema informatizado de gerenciamento online que auxilia as instituições parceiras a planejar e estruturar seus projetos locais, definir o cálculo de valoração ambiental, selecionar proprietários, monitorar e avaliar os resultados.

A Fundação Grupo Boticário repassa gratuitamente a metodologia do Projeto Oásis e o sistema de gerenciamento para as entidades - prefeituras, comitês de bacias hidrográficas, consórcios, empresas, ONGs, entre outras - que se comprometam a implantar o projeto em parceria com a instituição. A Fundação atua como parceira técnica, orientando e acompanhando o processo de implementação. Cabe aos executores buscar fontes financiadoras para viabilizar o projeto e fazer o pagamento das premiações financeiras aos proprietários de terras.



Sobre a Fundação Grupo Boticário – A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Criada em 1990 por iniciativa do fundador do Boticário, Miguel Krigsner, a atuação da Fundação Grupo Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação Grupo Boticário já doou mais de U$ 11,7 milhões para 1.306 projetos de 456 instituições em todo o Brasil. A instituição mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país. Outra iniciativa é um projeto pioneiro de pagamento por serviços ambientais em regiões de manancial, o Projeto Oásis. Na internet: www.fundacaogrupoboticario.org.br, www.twitter.com/fund_boticario e www.facebook.com/fundacaogrupoboticario.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)